| ESTADO

RIO DE JANEIRO É AUTORIZADO A BUSCAR EMPRÉSTIMO DE R$ 2,9 BI EM BANCOS PRIVADOS

Wellton Máximo - Repórter da Agência Brasil -  Um dos últimos obstáculos para o Rio de Janeiro buscar empréstimos de até R$ 2,9 bilhõ...

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Reunião debate casos de violência na BR-040

O número crescente de assaltos na BR-040, que liga o Rio de Janeiro a Petrópolis e Juiz de Fora, foi o tema de uma reunião realizada na tarde desta segunda-feira, 26, na sede da 3ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil. O encontro reuniu representantes de diversas instituições, com o intuito de debater possíveis ações de segurança. “Por enquanto, os prejuízos estão sendo apenas materiais, mas é preciso que isso acabe, antes que comecemos a perder vidas nessas estradas, em consequência da ação de bandidos”, enfatizou o presidente da OAB, Antonio Carlos Machado. Depoimentos de vítimas contam que os assaltantes que têm atuado nas rodovias utilizam armas pesadas, aumentando o nível de insegurança de quem passa por ali. O secretário de Segurança de Petrópolis, Calixto Barbosa, afirmou que o principal fator que gera essa sensação de insegurança é o baixo número de policiais. “Nos últimos anos, enquanto as cidades estão crescendo, o efetivo diminuiu. Desta forma, fica difícil controlar estes casos”, afirmou. Durante o encontro, foi destacada a falta de patrulhamento e monitoramento da rodovia Washington Luiz. Antônio Carlos Machado teve a concordância dos presentes ao citar que a presença da polícia no local iria inibir os assaltos; e que as câmeras de segurança são essenciais para a investigação dos casos ocorridos. O delegado titular da 105ª Delegacia Policial, Alexandre Ziehe, criticou a falta de participação dos órgãos policiais na instalação de câmeras de segurança, pela Concer, ao longo da BR-040. “É um absurdo não sermos consultados. Conhecemos as rotas de fuga. Se tivéssemos participação neste processo, o nosso trabalho seria facilitado, aumentando a segurança das pessoas que precisam passar pela via”, disse. Com a apresentação do ponto de vista de diversas instituições sobre o assunto, foi acordado o agendamento de uma nova reunião, para a qual serão convidados representantes do Governo do Estado e da Polícia Rodoviária Federal. Até lá, serão determinados os pontos principais que serão debatidos. “No próximo encontro, pretende-se que as autoridades evolvidas assinem um termo de compromisso garantindo medidas a serem tomadas a curto prazo para resolver esta situação. Isso não é de interesse apenas de Petrópolis, mas também da baixada fluminense”, ressaltou Machado. O presidente da Câmara, vereador Paulo Igor (PMDB) afirmou que, caso necessário, o Legislativo vai oficializar os casos de violência na BR-040 aos órgãos responsáveis, aumentando a cobrança e a pressão por melhorias. “Temos índices de segurança europeus, mas não podemos nos acomodar e aceitar o aumento da violência”, afirmou.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI