| CIDADE

FIQUE EM DIA: CONTRIBUINTES TÊM ATÉ O DIA 31 PARA REGULARIZAR DÉBITOS COM A PMP

Negociações podem ser feitas de segunda a sábado, das 9h às 16 | Divulgação Com estrutura especial de atendimento montada no clube Petr...

terça-feira, 18 de novembro de 2014

LOJISTAS ESPERAM AUMENTO DE 4% NAS VENDAS NO NATAL

Com o pagamento da segunda parcela do 13° salário, aliado ao estímulo das promoções, descontos, alongamento dos prazos e outras formas de crediário, o comércio carioca está animado com as vendas no Natal e espera um crescimento 4% superior as do ano passado. É o que mostra a pesquisa do Centro de Estudos do Clube dos Diretores Lojistas do Rio de Janeiro – CDL-Rio, que ouviu 750 lojistas da Cidade do Rio de Janeiro para conhecer a expectativa dos empresários para o Natal, a maior data comemorativa do comércio. Segundo a pesquisa os lojistas estão preparados: contrataram funcionários para o período do Natal e fim de ano, aumentaram seus estoques e a variedade de mercadorias, lançaram novos produtos e investiram no treinamento para melhorar o atendimento. Eles acreditam que os presentes mais vendidos no Natal serão os do vestuário, calçados, brinquedos, bolsas e acessórios, jogos eletrônicos, celulares, Ipod, Tablet, jóias e bijuterias, eletrodomésticos, eletroeletrônicos e livros. Os lojistas estimam que o preço médio dos presentes por pessoa deve ser de R$ 130,00 e que os clientes deverão utilizar o cartão de crédito parcelado como forma de pagamento, seguido do cheque pré-datado, cartão de débito, dinheiro e carnês de lojas. De acordo com o presidente do CDLRio, Aldo Gonçalves, a perspectiva do comercio varejista é boa. “O Natal não se concentra apenas no dia, como acontece com as outras datas. É uma festa que inicia bem antes do dia 25 de dezembro e vai até seis de janeiro, Dia de Reis. Por isso acreditamos que a expectativa de aumento de 4% das vendas possa ser superada. As pessoas estão se posicionando em atitude de consumo. Exemplo disso é que as dívidas quitadas cresceram 4,8% em outubro, sinalizando que os consumidores estão recuperando o crédito para poder comprar no Natal.”, explica Aldo. A pesquisa também mostra que 54% dos lojistas de rua pretendem abrir suas lojas aos domingos durante o mês de dezembro. Como instrumentos para atrair os clientes e aumentar as vendas, os lojistas apostam nas formas de pagamento facilitado, decoração da loja e da vitrine e lançamento de novos produtos.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI