sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

PREFEITO SE REÚNE COM SINDICALISTAS E PROMETE INTERVIR JUNTO AO ESTADO PARA SOLUCIONAR PROBLEMAS NO SINE

A pedido do grupo, Bomtempo vai criar um grupo de trabalho para estudar a possibilidade de transformar a atual diretoria de trabalho em secretaria. Prefeito disse, no entanto, que não pode admitir aumento de custos O prefeito Rubens Bomtempo recebeu hoje (12/2) representantes de diversos sindicatos da cidade para discutir questões relacionadas aos trabalhadores no município. Um dos principais temas da pauta foi o descontentamento do grupo com o serviço que vem sendo prestado pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine), mantido pelo Governo do Estado e a greve por tempo indeterminado dos funcionários do posto de Petrópolis. Atendendo pedido dos sindicalistas, Bomtempo também disse que vai criar um grupo de trabalho para estudar a possibilidade de transformar a atual diretoria de Trabalho, ligada à Secretaria de Trabalho, Assistência Social e Cidadania, em uma secretaria. O prefeito lembrou, no entanto, que a nova estrutura só será possível se não implicar em aumento de custos. No encontro, os representantes do sindicato lamentaram a situação do posto do Sine na cidade e alertaram para os problemas que serão gerados pela greve de funcionários. A equipe cruzou os braços por conta de atrasos no pagamento. “Vamos entrar em contato com o Governo do Estado e pedir uma solução rápida para este problema. Não podemos deixar que os mais de 200 trabalhadores que buscam o posto todas semanas fiquem sem atendimento”, disse, lembrando que, hoje, o município apoia o funcionamento da unidade do Sine em Petrópolis, oferecendo o espaço físico ao Estado (o Sine funciona na Casa do Trabalhador, na Rua Dom Pedro, no Centro). Bomtempo lembrou que a transformação da diretoria de Trabalho em secretaria poderiam permitir acesso a recursos que possibilitariam ao município assumir funções que hoje são do Estado, por meio do Sine. O presidente do Sindicato do Vestuário, Jorge Mussel, acredita que a criação da secretaria abriria novas perspectivas para os trabalhadores do município. “O Sine representa um importante recurso para o trabalhador na hora em que ele mais precisa, ou seja, quando ele está desempregado, mas este órgão está deixando a desejar. Até os cursos profissionalizantes estão paralisados. Uma Secretaria de Trabalho poderia resolver essa demanda. Abriria caminho para a chegada de mais recursos, que permitiriam a centralização destes esforços, garantindo o pleno atendimento das necessidades dos trabalhadores de Petrópolis”, considerou. O grupo de trabalho que vai estudar a transformação da diretoria em secretaria terá representantes de sindicatos, do Conselho Municipal de Trabalho, Emprego e Geração de Renda (Comter) e de secretarias de governo.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

PESQUISA POR MATÉRIAS