PESQUISA POR MATÉRIAS

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quinta-feira, 30 de julho de 2015

O Festival Sesc de Inverno estreia no Parque de Itaipava com o grandioso espetáculo da banda O Teatro Mágico

Para abrir o Festival Sesc de Inverno no Parque de Itaipava, O Teatro Mágico traz toda a magia cênica e estética de uma caracterização marcante com uma sonoridade totalmente contemporânea. A banda, que já vendeu mais de 3 milhões de CDs e mais de 450 mil DVDs é sucesso absoluto e estreia o Festival Sesc de Inverno no Parque de Itaipava com um grande show gratuito. Na apresentação de estreia no Rio, “O Tudo Numa Coisa Só”, que comemora os 11 anos da trupe, serão apresentadas canções do repertório do grupo desde o seu primeiro álbum, incluindo grandes sucessos, como “O anjo mais velho” e “Amanhã”, entre outros. Com atuação independente no mercado musical, O Teatro Mágico disponibiliza todo o seu conteúdo para download gratuito. Os números na internet são surpreendentes: mais de 20 milhões de views no Youtube, 151 mil seguidores do Twitter, quase 19 mil no Instagram, mais de 1.071.000 milhões de likes na página oficial no Facebook e 158 mil seguidores no Google Plus. Criado pelo músico Fernando Anitelli em 2003, O Teatro Mágico se consolidou como referência na América Latina por sua estética própria, que reúne a música com as artes performáticas, e também pelo uso inovador da internet para formação de público. A percepção de mudanças comportamentais - como o público se relaciona com a música e os seus artistas – trouxe para a companhia o espírito de projeto de música livre, o uso pioneiro de redes sociais, além da criação da sigla MPB (Música para Baixar). O Teatro Mágico foi um dos pioneiros no Brasil ao disponibilizar suas músicas para download gratuito em uma época em que poucos artistas usavam esse meio. O grupo é formado por Fernando Anitelli (voz, violão, guitarra), Daniel Santiago (guitarra e direção musical), Serginho Carvalho (contrabaixo), Rafael dos Santos (bateria), Ricardo Braga (percussão), Guilherme Ribeiro (teclados), e as artistas performáticas Andrea Barbour e Kátia Tortorella.