PESQUISA POR MATÉRIAS

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

sábado, 23 de janeiro de 2016

FRENTE EMERGENCIAL COMEÇA A LIMPAR A CIDADE


O prefeito Rubens Bomtempo recebeu em Pedro do Rio, na manhã do sábado (23/1), os trabalhadores contratados pela Comdep para atuar na frente emergencial de trabalho da Prefeitura. São cem pessoas, contratadas desde sexta-feira (22), para a limpeza das ruas atingidas pelas fortes chuvas da última semana. O contrato é temporário, inicialmente válido por 30 dias, podendo ser prorrogado pelo mesmo prazo.
No encontro com os trabalhadores, realizado na Escola Municipal Monsenhor João de Deus, em Pedro do Rio.
“As chuvas são a maior preocupação de Petrópolis. Por isso, viemos atuando ao longo desses três anos na prevenção de desastres. Agora, com as chuvas da última semana, temos que atuar na resposta, no atendimento à população. São mais de 300 quilômetros quadrados de áreas atingidas, então vamos precisar de vocês nesse processo, para serem a linha de frente na limpeza da cidade, ao lado das equipes da Prefeitura”, disse Bomtempo.
No primeiro momento, a atuação da frente emergencial de trabalho será no chamado Centro de Pedro do Rio: Paiolinho, Rua Laurinda Lopes de Medeiros, Retiro das Pedras, Cova da Onça e Barra Mansa. Em um segundo momento, a atuação será em Vila Rica e Secretário.
“O trabalho já começou no próprio sábado, com essas pessoas nas ruas. Esses trabalhadores, além das ferramentas de trabalho, como pá, enxada, vassoura e ancinho, vão receber da Comdep também os equipamentos de proteção individual, como botas e luvas. Há toda uma estrutura por trás da frente emergencial de trabalho para dar suporte a esses trabalhadores, envolvendo transporte e alimentação”, disse Kaxuxa.
Além de ajudar a Prefeitura e a população a devolver a normalidade ao município, a frente emergencial de trabalho é também uma oportunidade de emprego, como foi o caso de Vitor Damazio, de 30 anos, pedreiro, morador do Atílio Marotti. Sem trabalho de carteira assinada há dois anos, Vitor vem realizando “bicos” neste período. “É legal, porque abre emprego para as pessoas. Eu já trabalhei em frente de trabalho nas chuvas do Quitandinha e Dr. Thouzet”, disse Vitor, referindo-se à frente de trabalho das chuvas de março de 2013.
Ao término dos trabalhos, haverá entrega de certificados aos participantes. Além disso, os que não faltarem ao trabalho ainda ganharão uma cesta básica