quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

NOVO SISTEMA DE ESTACIONAMENTO ROTATIVO COMEÇA A FUNCIONAR EM MARÇO



Empresa vencedora da licitação realizada pela CPTrans já começou a fazer a instalação dos parquímetros

O novo sistema de estacionamento em vias públicas da cidade começa a funcionar em 1º de março. O anúncio foi feito pela Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) e a empresa Sinalpark, vencedora da licitação realizada pela companhia. A modernização do RotativoEstaR já foi iniciada com a instalação dos primeiros 22 parquímetros da cidade. Para que os motoristas se habituem com o novo sistema de autoatendimento do rotativo, a empresa vai lançar uma grande campanha educativa, mostrando como operar o equipamento e também outras formas de pagar o estacionamento. Os controladores também serão treinados para a orientação aos usuários.
 “O novo sistema, que já funciona em diversas cidades do país e do exterior, vai garantir mais conforto aos motoristas e tende a estimular a rotatividade nas vagas. Estamos efetivamente democratizando o uso dos espaços públicos”, lembrou o presidente da companhia, Fernando Badia. “Com esta iniciativa, vamos conseguir aumentar a rotatividade nas vagas, organizar as áreas de grande concentração de veículos e coibir o estacionamento irregular, que interfere negativamente na mobilidade urbana. Sem dúvidas será um grande avanço para a cidade”, destacou o diretor da Sinalpark Luiz Baltar.
 Baltar ressaltou os investimentos para a implantação do sistema, da ordem de R$ 2,5 milhões. “Estamos modernizando totalmente a operação e mantendo o valor do estacionamento pago pelo usuário, que é de R$ 3 a hora nas vias e de R$ 4 no rotativo fechado da Rua do Imperador”.
 Nesta primeira etapa, 28 vias, no centro e arredores, serão beneficiadas com o novo sistema, que abrange um total de 1.046 vagas. A expectativa é de que 50 parquímetros sejam instalados. Desses, 22 já foram implantados. Os outros 28 aguardam avaliação dos órgãos de preservação do patrimônio histórico.
 A empresa Sinalpark e a CPTrans estão trabalhando no desenvolvimento do projeto executivo para a ampliação do sistema para outras localidades, como Bingen, Valparaíso, Itamarati, Corrêas e Itaipava. A expectativa é a de que mil novas vagas de estacionamento rotativo sejam criadas futuramente.
Sobre o Parquímetro - No parquímetro, o motorista digitará a placa do carro e o tempo que permanecerá no local. O equipamento eletrônico será operado pelo próprio motorista, sem necessidade de interferência de um funcionário da empresa. O parquímetro irá emitir um bilhete com as informações para que o motorista o coloque no interior do veículo.

Locais e quantidade de vagas nesta primeira etapa:
  •  Venda com os controladores 

Os controladores estarão com um equipamento portátil para fazer a cobrança do estacionamento, caso o motorista encontre dificuldades. Este mesmo equipamento portátil, homologado pelo DENATRAN, será utilizado pelos controladores para fazer o registro dos veículos estacionados em desacordo com o regulamento do sistema, através de imagens.

  • Sobre as formas de pagamento 

O parquímetro aceita moedas ou cartão eletrônico, que pode ser adquirido na sede da empresa Sinalpark (Estação Rodoviária do Centro), na CPTrans, nos pontos de venda fixos ou ainda com os controladores do novo Rotativo EstaR.
 O primeiro cartão, em sistema de comodato, tem o custo de R$ 5 e a recarga pode ser feita em qualquer valor, conforme a necessidade do usuário.
 O motorista também pode optar pelos canais virtuais, como internet (www.estarpetropolis.com.br), aplicativos para smartphones (DigiPare), central de atendimento por telefone (0800 941 3444) ou ainda SMS (27317). Nestes casos, com a utilização do cartão de crédito.
 Dias e horário de funcionamento: os dias e horários de funcionamento continuam os mesmos, ou seja, de segunda a sábado, das 8h às 19h.

  • Locais e quantidade de vagas nesta primeira etapa:

 Valor: a hora estacionada custará R$ 3. No estacionamento rotativo fechado da Rua do Imperador o valor permanecerá R$ 4. A compra está limitada em quatro horas por vaga.

  • Pagamento Fracionado: 

Atualmente o bilhete de estacionamento é pré-impresso para o tempo de 1 hora, não permitindo ao usuário fracionamento menor. Como o bilhete agora será eletrônico e impresso no ato do estacionamento, será possível adquirir frações menores de tempo, em intervalos de 10 em 10 minutos, respeitado o bilhete mínimo de 30 minutos.
 Na prática, se o usuário estimar sua necessidade de tempo em 30 minutos poderá comprar o valor proporcional à Tarifa Básica que resultará no pagamento de apenas R$ 1,50, quando antes, apenas teria a opção de comprar um bilhete de R$ 3,00.
 Da mesma forma se ele precisar de 1 hora e vinte minutos poderá pagar R$ 4,00, quando antes teria que comprar dois bilhetes no total de R$ 6,00.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

PESQUISA POR MATÉRIAS