PESQUISA POR MATÉRIAS

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quarta-feira, 2 de março de 2016

AGENTES ORIENTAM MOTORISTAS NO PRIMEIRO DIA DO NOVO SISTEMA DE ESTACIONAMENTO ROTATIVO DE PETRÓPOLIS


O novo modelo de estacionamento rotativo de Petrópolis começou a funcionar nesta terça-feira (1º/03). Durante todo o dia, controladores da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans) e da empresa Sinalpark, que administra o sistema, estiveram nas ruas. Nesta primeira semana, o objetivo é orientar, mostrando aos motoristas como o sistema irá funcionar. Por conta disso, durante o período, as infrações não serão notificadas.

De acordo com o presidente da CPTrans, Fernando Badia, o período de orientação é necessário, para que as pessoas se familiarizem com o sistema. “Aos poucos, as pessoas vão entendendo os benefícios que o novo sistema traz, ampliando o número de vagas e aumentando as opções para o motorista efetuar o pagamento”, disse.


O diretor da Sinalpark, Luiz Baltar, lembrou que esta é uma etapa de adaptação, com a troca de um sistema e o início de um novo modelo de gestão do estacionamento rotativo. “Estamos fazendo uma transição e, por isso, preferimos começar orientando os motoristas, para que eles entendam como vai funcionar. A recepção, neste primeiro dia, foi positiva”, afirmou o diretor da Sinalpark.

E, aos poucos, as pessoas estão se adaptando ao novo rotativo. É o caso do comerciante Roberto Badro, que aprovou a mudança. “A rotatividade das vagas vai aumentar muito, beneficiando o comércio. O consumidor precisa ter espaço para estacionar, e a ideia do novo rotativo é essa. Fico muito feliz em saber que Petrópolis está procurando se modernizar”, destacou Badro.

Como funciona - O novo rotativo irá ampliar e facilitar as formas de pagamento. Além da compra direta com os controladores (que utilizam equipamento homologado pelo Denatran), o consumidor pode pagar por meio dos parquímetros – equipamento eletrônico de auto-atendimento (com moedas ou com cartão eletrônico, que pode ser adquirido na loja da Sinalpark na Estação Rodoviária Imperatriz Leopoldina), em pontos de venda fixos, ou, ainda, por meio de compra virtual (pelo site, por mensagem de texto ou por telefone 0800).

Outra mudança é que, agora, será possível optar por frações menores de tempo, em intervalos de 10 em 10 minutos (respeitando o bilhete mínimo de 30 minutos), com valor proporcional. A compra está limitada em quatro horas por vaga. Ou seja: se o usuário estimar sua necessidade de tempo em 30 minutos poderá comprar o valor proporcional à Tarifa Básica que resultará no pagamento de apenas R$ 1,50, quando antes, apenas teria a opção de comprar um bilhete de R$ 3. O valor pela hora estacionada continuará o mesmo: nas ruas, custará R$ 3, e, no estacionamento rotativo fechado da Rua do Imperador, R$ 4.