ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quinta-feira, 10 de março de 2016

DISQUE DENÚNCIA DO RIO PEDE AJUDA PARA IDENTIFICAR ASSASSINOS DE FREI MOSER


Da Agência Rio
O Portal dos Procurados do Disque-Denúncia do Rio de Janeiro pediu hoje (9) à população do estado que ajude na identificação dos autores do assassinato do frei Antônio Moser, 75 anos, morto pela manhã na Rodovia Rio-Petrópolis, quando seguia de carro sozinho para São Paulo, onde gravaria um programa de rádio. O Portal dos Procurados divulgou o cartaz “Quem matou?” com a finalidade de obter informações que possam ajudar na identificação dos assassinos do religioso.
De acordo com a polícia, os criminosos teriam feito um único disparo. Conforme a perícia, a bala entrou no ombro esquerdo do frei, que, mesmo ferido, conseguiu conduzir o veículo até um acostamento. Ele já estava morto quando o socorro chegou.
Segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, a hipótese mais provável é latrocínio (roubo seguido de morte). Equipes da especializada fizeram busca na região e já pediram imagens de câmeras instaladas próximo do local do crime.
Qualquer informação sobre os assassinos do frei Antônio Moser ser repassada para os canais de atendimento: Whatsapp dos Procurados (21-96802-1650) ou para mesa de atendimento do Disque-Denúncia, por meio do telefone (21) 2253-1177. Em ambos os casos, o portal garante total anonimato.
Todas as informações sobre o crime serão encaminhadas para a Delegacia de Homicídios da Baixada.
Cardeal
O cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, distribuiu nota de pesar pela morte do religioso, que era diretor-presidente da Editora Vozes.
"Acolhemos, com muito pesar, a notícia do falecimento do frei Antônio Moser na manhã desta quarta-feira. Surpreendidos com a notícia, me uno em oração pela sua alma e estendo meu abraço a seus familiares, à toda comunidade, ao bispo da diocese de Petrópolis, dom Gregório Paixão, e aos membros superiores da Ordem dos Frades Menores, da qual ele fazia parte. Apesar da dor, em nome da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, rogo a Deus que o perdoe de suas faltas e o receba em sua infinita misericórdia."
Da Agência Brasil.