PESQUISA POR MATÉRIAS

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

ROSSI QUER RESTAURANTE POPULAR EM ITAIPAVA E REABERTURA DA EMERGÊNCIA NO HAC



“O Restaurante Popular do Centro é o único recurso de alimentação que muitas pessoas, principalmente idosos, têm no dia. Então vamos ampliar este atendimento, melhorar a alimentação e ainda criar um Restaurante Popular em Itaipava”, anuncia Bernardo Rossi, candidato a prefeito pela coligação Petrópolis no Coração. Bernardo venceu o primeiro turno das eleições com 68.420 votos pela coligação formada por PMDB, PP, PSC, PSDC, DEM, PSL, PTC, PRTB, PV, PDT, PEN, PROS, PSDB, PMB, PRP, PTB e PHS. Nesta quinta-feira (06.10), Bernardo Rossi conversou com eleitores no Centro sobre a proposta de ampliar o restaurante popular.

“O restaurante popular é um importante apoio para as pessoas mais carentes. Vamos melhorar a qualidade dos alimentos servidos hoje, porque para muitas pessoas esta é a principal, se não a única, refeição do dia. Por isso é fundamental que os produtos tenham qualidade e que as refeições sejam balanceadas. Vamos melhorar o serviço do restaurante popular”, afirma Bernardo Rossi.
“Eu almoço todos os dias no Restaurante Popular. Com a quantidade de remédios que tomo sobra pouco dinheiro para comida. Eu gostei de conhecer hoje o Bernardo e saber que ele vai ainda melhorar o restaurante. Eu estou aposentado e faço bicos, o dinheiro é curto”, afirmou Álvaro Custódio, 62 anos.

Na conversa com eleitores, Bernardo Rossi lembrou o trabalho realizado ainda como presidente da Câmara, em 2010, para que Petrópolis recebesse duas UPAs. “Trabalhei pela instalação das duas UPAs, sei da importância destes equipamentos para os petropolitanos e continuarei lutando por uma UPA nos distritos”, assegura Bernardo.

Ainda na área de Saúde, Bernardo reafirmou aos eleitores o compromisso de já no início do governo reabrir a emergência do Hospital Alcides Carneiro. “Não vamos permitir que a população que vive nos distritos continue sofrendo e tendo que cortar a cidade em uma emergência, percorrendo quilômetros para chegar à UPA Cascatinha. Vou cuidar do Hospital Alcides Carneiro de forma séria. Os profissionais serão valorizados, a unidade terá infraestrutura adequada para atender os pacientes e a emergência vai funcionar”, afirma.