ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

BERNARDO DÁ CONTINUIDADE À PARCERIA COM JAPÃO NA PREVENÇÃO DE DESASTRES NATURAIS


O prefeito eleito Bernardo Rossi recebeu nesta quinta-feira (03.11) à noite a equipe do projeto Gides - Gestão do Risco de Desastres e Programa de Resposta - que tem Petrópolis como uma das três cidades piloto no país para um programa de prevenção e mitigação de efeitos de desastres naturais, uma parceria com o governo do Japão. “Uma de nossas metas é investir em prevenção e o programa vai ser mantido”, disse Bernardo Rossi no encontro realizado na casa política do PMDB com representantes dos ministérios da Cidade e de Integração e especialistas japoneses que junto com técnicos brasileiros dos governos federal,  estadual e municipal  trabalham em quatro eixos principais para redução de risco de desastres: mapeamento, contingenciamento, expansão da ocupação urbana e alerta. O sistema de alerta já começa a ser testado de novembro a fevereiro. O trabalho com a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) foi prorrogado até julho de 2017. Após o prazo, as cidades-piloto que incluem além de Petrópolis, Nova Friburgo e Blumenau seguem a aplicação do programa e o governo brasileiro inicia sua adoção em todo país em cidades onde os desastres naturais são semelhantes.

O trabalho, que recebeu aporte de US$ 11 milhões do governo japonês, vai resultar em manuais para os quatro eixos principais que servirão de guia de orientação. Os manuais serão finalizados a partir dos testes e as cidades-piloto, como Petrópolis, terão fortalecidas a capacidade de avaliação e previsão dos desastres de movimento de massa, aprimorarão o protocolo de alerta antecipado e terão reforço nas diretrizes de planejamento e prevenção como a expansão urbana.

“Já fizemos esta reunião inicial de apresentação e estamos agendando reunião técnica com o futuro governo dada a importância do projeto para o país e queremos sua plena execução”, afirmou Marcel Claudio Santa’Ana, gerente de projetos do Ministério das Cidades. Especialista em Gestão de Desastres de Sedimentos, Akinori Naruto, um consultores de longo prazo do Gides, falou em nome da equipe de técnicos japoneses: “a continuidade é importante neste momento em que se iniciam testes práticos e estamos felizes em sermos recebidos e com a garantia de prosseguimento do trabalho”.

“No próximo encontro, técnico, teremos já o nome escolhido para ocupar a Secretaria de Defesa Civil e já iremos reunir a equipe da administração municipal das áreas envolvidas para dar sequência ao programa”, antecipou Bernardo Rossi. O encontro inicial desta quinta-feira foi acompanhado pelo vice-prefeito Baninho e pelo presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor.

Iniciado em julho de 2013, o Projeto GIDES é executado pelo Ministério das Cidades, pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação - CEMADEN, pelo Ministério da Integração - CENAD e pelo Serviço Geológico Brasileiro – CPRM, contando com a cooperação de especialistas japoneses do Ministério da Terra, Transporte, Infraestrutura e Turismo – MLIT, da Agência de Meteorologia do Japão e de outros órgãos de expertise na área, através da Agência de Cooperação Internacional do Japão - JICA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta notícia