| CIDADE

FIQUE EM DIA: CONTRIBUINTES TÊM ATÉ O DIA 31 PARA REGULARIZAR DÉBITOS COM A PMP

Negociações podem ser feitas de segunda a sábado, das 9h às 16 | Divulgação Com estrutura especial de atendimento montada no clube Petr...

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

SURICATO FAZ SHOW DE ENCERRAMENTO DO PROJETO SOM E CRISTAL NESTA SEXTA


Sucesso no programa de TV Superstar, a banda Suricato faz show em Petrópolis nesta sexta-feira (09/12), às 20h no Palácio de Cristal. A apresentação marca o encerramento das apresentações musicais do Som e Cristal em 2016 – parceria entre Sistema FIRJAN/SESI Cultural, Fundação de Cultura e Turismo e Prefeitura de Petrópolis. Os ingressos são limitados e podem ser retirados gratuitamente na diretoria da Fundação de Cultura e Turismo de Petrópolis, no Centro de Cultura Raul de Leoni. 

Neste ano, o Som e Cristal realizou onze apresentações com nove projetos contemplados de artistas locais (Som de Cabloco; Buarque-se; Chico para violão solo; Aldeia Jazz; Portas da Percepção: Um tributo ao The Doors; Da ópera ao musical; Fog Session; Acústico The Beatles; 80 anos de Maysa e; Luiz Gonzaga: Passando em frente).

 Finalista do reality em 2014 e vencedora do Grammy Latino 2015, na categoria Melhor Álbum de Rock Brasileiro, o grupo fundado por Rodrigo "Suricato" Nogueira, em 2011, tem despertado a atenção de grande parte do público e imprensa no Brasil. A cantora Ivete Sangalo teceu elogios à banda. "Um som que a gente viaja para tantos lugares para poder ouvir, com tantos elementos diferentes e feito no Brasil. São visionários", disse a baiana.

 Formado por músicos experientes, que trazem instrumentos e influências de todas as partes do mundo, a Suricato traz de volta o virtuosismo e a música de raízes Folk ao Mainstream.
 Na formação estão Rodrigo Suricato (voz, mala-bumbo, guitarra, violão, ukulele, banjo e weissenborn); Gui Schwab (didgeridoo, viola caipira, guitarra, violão, banjo e weissenborn); Raphael Romano (baixo, vocais e violão): e Pompeo Pelosi (bateria, percussão e mandolin).

 Instrumentos pouco comuns como o didgeridoo aborígena australiano, uma mala de viagem adaptada para bumbo de bateria e até mesmo o washboard (tábua metálica de lavar roupa) são frequentemente usados na linguagem folk pop da Banda, que já é uma das principais referências desse estilo no Brasil, apontado por muitos como um novo movimento. O novo som e ainda sim um som para todos.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI