ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

AGRICULTURA E EMATER SE REÚNEM PARA DISCUTIR CALENDÁRIO


Iniciativas do setor agrícola que podem ser desenvolvidas em conjunto pela Emater e Prefeitura começaram a ser debatidas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, responsável pela área. Gargalos ao desenvolvimento da agropecuária e as barreiras institucionais, além do detalhamento sobre as políticas públicas para a agricultura já começaram a ser elencadas. A partir daí são direcionadas as ações que podem ser seguidas para se garantir as seguranças alimentar e nutricional, social e hídrica para um melhor desenvolvimento do setor agrícola no município. O primeiro encontro foi realizado quinta-feira (25.01) na sede da Emater, em Itaipava, com a participação da Associação dos Produtores Hortifrutigranjeiros do Estado do Rio de Janeiro (APHERJ).

         Segundo Celso Albuquerque, Diretor do Departamento de Agricultura, Abastecimento e Produção, durante a reunião foram apresentados os pontos que são classificados como gargalo ao desenvolvimento da agropecuária e as barreiras institucionais, além do detalhamento sobre as políticas públicas para a agricultura e as ações que podem ser seguidas para se garantir as seguranças alimentar e nutricional, social e hídrica para um melhor desenvolvimento do setor agrícola no município.

         “É fundamental que haja um maior desenvolvimento da cooperação e da integração como uma das alternativas para superar as deficiências. Criar eficiências coletivas, desenvolver os níveis de confiança, cooperação, reciprocidade, organização social e participação política da sociedade civil local. O departamento de agricultura está alinhado com a Emater e vamos convergir as ações para otimizar os recursos necessários para o pleno desenvolvimento do setor”, afirma Celso Albuquerque, Diretor do Departamento de Agricultura, Abastecimento e Produção da Secretaria.

         Com relação à segurança hídrica, o departamento de agricultura pretende fortalecer o programa Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), com foco em proteção de nascentes. Para se promover a segurança alimentar serão incentivadas as compras institucionais da agricultura familiar para os hospitais, restaurante popular e pelas outras secretarias.

“Com relação à segurança social, está previsto um programa de incentivo à formalização dos produtores familiares”, explicou Celso.

         No encontro também foi abordada a necessidade de se implantar projetos e programas para acesso a alimentação adequada e saudável. A elaboração de um cardápio saudável com produtos da agricultura familiar e capacitação das merendeiras foram colocadas como prioridade pelo Departamento de Agricultura. Também estão previstas capacitações para os agricultores, incentivo a agricultura urbana, com a distribuição de mudas, a criação de jardins comestíveis, um maior apoio administrativo para os pequenos produtores e a elaboração de palestras e oficinas.

         Além do departamento de Agricultura e do representante dos agricultores, participaram da reunião os representantes da Emater-RJ, Leonardo Faver e José Kleber Rayol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta notícia