ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

COMDEP VAI VOLTAR COM O DISQUE-ENTULHO


A empresa de lixo contratada de em caráter emergencial – Força Ambiental – irá auxiliar a Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) no recolhimento do entulho na cidade. O serviço terá reforço em diversos bairros, principalmente nos de maior densidade populacional. Também serão aplicadas multas a quem promover o descarte irregular nas vias, que varia de R$ 200 a R$ 800 por infração, considerada grave pelo Código de Posturas. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 2292-9500.

Outra ação para eliminar o material das ruas é a reativação do serviço Disque-Entulho. O serviço foi abandonado pela gestão anterior em agosto de 2013, com a prerrogativa de ser dispendioso para os cofres públicos. Com a nova administração, o sistema voltará a atender à população. A estrutura interna para recebimento das demandas e externa, com o serviço de recolhimento e destinação propriamente, está em fase final de formatação.

Com o retorno do serviço, a prefeitura intensificará a fiscalização e pode aumentar, com projeto de lei, os valores das multas. Mesmo com força-tarefa nas últimas semanas para limpar a cidade depois de a empresa Locar ter rescindido o contrato unilateralmente, o despejo de entulho foi verificado em locais que acabaram de ser limpos. Descarte de móveis, eletrodomésticos e restos de obras em meio ao lixo orgânico impede que caminhões compactadores possam recolher os detritos que não pode ser processados nos veículos.

A fiscalização vai estar nas ruas para punir o descarte irregular. “Vamos oferecer novamente o Disque-entulho que sempre funcionou de forma satisfatória. A conscientização da população também deve ser pontuada, para que o descarte irregular não prejudique as pessoas. O recolhimento vai ser feito em datas pré-agendadas e obedecendo a uma fila de chegada de pedidos”, disse Wagner Silva, diretor-presidente da Comdep.

Mutirões de recolhimento de diversos tipos de material estão sendo praticados. A Comdep utiliza sete caminhões e duas retroescavadeiras, que promoveram a retirada de 6.464 mil toneladas de entulho das vias. Apesar dos esforços, em muitos bairros o que se constata é o despejo irregular recorrente feito por moradores e empresas que, após a limpeza dos locais, voltam a colocar todo o tipo material ao lado das caçambas, como geladeiras, fogões, televisões, além de móveis como sofás, camas, colchões e armários.
“O entulho gerado precisa ser descartado de forma consciente, para podermos ter uma cidade mais limpa”, ressalta Wagner Silva.


Caminhão despejou lixo de madrugada na porta do Cemitério

No bairro Valparaíso, na entrada superior do Cemitério Municipal, um veículo utilitário não identificado, despejou detritos de obras na madrugada desta quarta-feira (25.01). O veículo foi flagrado pelo funcionário de uma funerária que fica no local, mas ele não conseguiu identificar o carro. A mesma situação ocorre em vários pontos da cidade.

Ontem foi tudo limpo. Mas, mal o caminhão da Comdep sai, já aparece essas kombis e enchem isso tudo de entulho. É direto e reto isso. Incomoda a gente, porque é poeira que sobe, colocam fogo. Dá até para ver que tem uma placa queimada. Isso é todo dia, eles costumam vir de madrugada ou bem cedo”, diz o agente funerário Luís Carlos de Oliveira.

Um pouco mais acima, na entrada da Comunidade Oswaldo Cruz, mais despejo de entulho. Estes, domésticos: restos de armário e outros móveis colocados ao lado de lixeiras.