ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

domingo, 29 de janeiro de 2017

HOSPITAL SMH INAUGURA NÚCLEO DE CIRURGIAS MINIMAMENTE EVASIVAS

Inauguração oficial acontece em fevereiro; técnica se traduz em menor risco e recuperação mais rápida no pós-operatório.
O Núcleo de Cirurgias Minimamente Invasivas do Hospital SMH - Beneficência Portuguesa, que será oficialmente inaugurado na quarta-feira (1º de fevereiro), é uma conquista pioneira para a saúde de Petrópolis. Utilizado em intervenções vasculares, urológicas, ginecológicas, neurocirurgias e cirurgias gerais, o centro facilita o acesso da população local e de áreas próximas, como toda a Região Serrana e Baixada Fluminense, à técnica cirúrgica que se traduz em menor risco e recuperação mais rápida para o paciente.

"Com a técnica menos invasiva o paciente tem o tempo de internação reduzido, o que diminui também o risco de infecção hospitalar. O método se reflete ainda em menos tempo de permanência no CTI, em casos mais complexos", explica o urologista Michael Antunes Cerqueira, acrescentando que o nível de agressão ao organismo e ao metabolismo também é menor, possibilitando um retorno mais rápido às atividades do dia a dia.

O espaço possui quatro salas de cirurgia, uma sala de repouso para a recuperação do pós-anestésico, Central de Material Esterilizado, aparelhos para cirurgias à vídeo com tecnologia Full HD, equipamentos para cirurgias à laser de próstata e rim, e equipamentos para cirurgias de varizes à laser, além de ultrassom com tecnologia biplanar para guiar procedimentos cirúrgicos e diagnósticos.

"Esse pioneirismo alcançado pelo Hospital SMH permite o acesso do paciente ao tratamento avançado dentro da cidade, sem necessidade da busca nos grandes centros", comemora o também urologista Leonardo Figueiredo.

O espaço será oficialmente aberto em fevereiro, mas o ponto de partida das atividades do Núcleo de Cirurgias Minimamente Invasivas foi marcado pelo I Simpósio de Cirurgias Urológicas Minimamente Invasivas da Região Serrana, realizado em dezembro de 2016. O evento reuniu especialistas do Estado do Rio e de São Paulo, que dissertaram sobre o método, tendo como exemplo algumas das intervenções já feitas no Hospital SMH.

"A preocupação com o paciente é integral. Toda a equipe trabalha de forma multidisciplinar para atender e cuidar das pessoas tanto no pré, quanto no pós-operatório", ressalta Marcus Vinicius.