ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

SECRETARIA DE SAÚDE INICIA PROCESSO DE PREVENÇÃO À DENGUE


A Secretaria de Saúde inicia na segunda-feira (30),os treinamentos de capacitação das equipes relacionadas ao combate do mosquito Aedes Aegypti. A primeira integração ocorrerá com os agentes da Defesa Civil que terão a responsabilidade de sensibilizar a população sobre os cuidados para se evitar a formação de criadouros do mosquito durante as vistorias rotineiras da Secretaria.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes, convocou os serviços de Epidemiologia, Vigilância Sanitária e as Unidades de Saúde de Pronto Atendimento para uma discussão sobre os fluxos de atendimentos aos pacientes acometidos principalmente pela dengue, doença que pode levar à morte devido à desidratação. Estão previstas a criação de um ponto de hidratação, fluxos de atendimento médico e de acolhimento de enfermagem, além das ações intensificadas dos agentes de endemias em parceria com os orgãos e entidades do municipio.

Recentemente, o prefeito Bernardo Rossi alinhou a participação do 32º Batalhão de Infantaria Leve, na campanha "Xô Mosquito", os militares já realizam um trabalho preventivo nas escolas municipais, com a distribuição de panfletos informativos. A partir de agora, esse projeto vai integrar a campanha da prefeitura.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes destacou que a capacitação das equipes é fundamental para a ampliação do atendimento à população.

“Nossa equipe da Vigilância Sanitária irá realizar os treinamentos, mas além dos serviços de prevenção precisamos organizar os atendimentos. Ano passado nós tivemos 16 mil atendimentos na UPA centro somente de fevereiro a maio -  período de infestação da doença. Precisamos direcionar esses atendimentos para os postos e unidades básicas de saúde, por isso os profissionais passarão por um uma capacitação voltada aos protocolos de atendimento a dengue. Nos casos urgentes buscaremos implantar postos de hidratação”, explicou.

A participação dos agentes da Defesa Civil na intensificação do combate ao mosquito será de forma preventiva, com ações nas creches, escolas e asilos.

"A integração entre as secretarias é fundamental para que a campanha ‘Xô Mosquito’ funcione”, disse o secretário de Defesa Civil, Paulo Renato Vaz.
“Nossa maior preocupação é com a febre Chikungunya, e os sintomas dela, que atinge em maior escala as crianças e idosos. Por isso, a Defesa Civil vai atuar nos Centros de Educação Infantil (CEIs) e nos abrigos de idosos. Não podemos esperar o pior acontecer para agir. É fundamental a união de todos, governos e sociedade, para evitar que um desastre aconteça ou para minimizar as suas consequências, agindo com planejamento e antecipação", explicou.

A campanha "Xô Mosquito" está sendo elaborada pela Secretaria de Saúde, com o apoio da Defesa Civil. Os agentes iniciarão ações intensivas em comunidades nas regiões do Chácara das Rosas, Valparaíso, Bonsucesso, Cascatinha, Madame Machado e Estrada das Arcas – áreas apontadas o último levantamento de Índice Rápido do Aedes Aegypti (LIRAa)onde a presença do vetor foi identificada