sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

EM BRASÍLIA, BERNARDO ROSSI FAZ OITO REUNIÕES EM MINISTÉRIOS E ÓRGÃOS FEDERAIS



Em dois dias em Brasília (terça e quarta-feira 31.01 e 01.02), o prefeito Bernardo Rossi cumpriu uma agenda intensa de oito reuniões com organismos importantes para a obtenção de recursos e programas para a cidade. Bernardo levou projetos e reivindicações aos ministros da Saúde, Integração Nacional, Esportes e Cultura, além da secretária de Habitação do Ministério das Cidades, e de representantes do IPHAN, ANTT e Dnit. O objetivo do prefeito é garantir recursos e ampliar investimentos em construção de casas populares, obras para prevenção a desastres naturais e recuperação de vias públicas, melhorias no atendimento da rede pública de saúde e verbas para financiar projetos nas áreas de Esporte e Cultura.



“Ao passo que todo secretariado está trabalhando para enxugar despesas, pagar dívidas e ajustar as contas ao orçamento do município, é preciso buscar mais recursos. Fomos aos ministros articular a apresentação de projetos para capitanearmos mais verbas da União para investimentos em ações importantes para a cidade. As reuniões foram bastante produtivas. Esta é a melhor forma de melhorarmos nos serviços prestados à população”, explica o prefeito Bernardo Rossi.

Em audiência com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, Bernardo solicitou recursos para investimentos e garantiu o envio de técnicos do Ministério da Saúde para acompanhar a implantação sistema de prontuário eletrônico – pré-requisito previsto na portaria 2.488/2011 para que o município receba o repasse de R$ 10,7 milhões – recursos para investimentos em saúde básica, que quase foram pedidos pelos antigos gestores.


“Apresentamos ao ministro Barros as demandas mais urgentes para melhorarmos a infraestrutura nos hospitais e postos de saúde, como a necessidade de recursos para obras e equipamentos para o Hospital Alcides Carneiro, ampliação da assistência através de um centro de reabilitação, ampliação do teto para custeio de tratamentos oncológicos e instalação de laboratórios de análises clínicas nos postos de saúde”, lista.


No Ministério das Cidades, a agenda principal foram os investimentos para a construção de mais de mil moradias populares em três terrenos do município, além de recursos para finalizar a construção de 72 unidades do conjunto da Posse. As demandas foram apresentadas à secretária de Habitação do Ministério, Maria Henriques Ferreira Alves. O prefeito apresentou à secretária o quadro existente na cidade de 1,2 mil famílias atendidas no programa de aluguel social, além de necessidade de realocação de moradias em áreas de risco. Bernardo falou sobre três terrenos do município disponíveis para integrar o programa Minha Casa Minha Vida, que podem comportar 720 unidades habitacionais (Caititu), 188 casas (Estrada da Saudade), e outras 96 (Quitandinha).


“Estamos trabalhando para recuperar o passivo da cidade já que, a antiga gestão dificultou a atuação do estado na cidade e não soube aproveitar o auge do programa Minha Casa Minha Vida. Com a retomada deste diálogo com o Governo Federal vamos agilizar a construção destas moradias para que a famílias possam viver com tranquilidade em um local seguro”, pontua o prefeito.


Recursos para investir em prevenção de tragédias, como a contenção de encostas, que geram risco a moradias, dragagens de rios e limpeza de bueiros, que causam alagamentos e prejuízos à cidade, nortearam a pauta da audiência entre o prefeito Bernardo Rossi e o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho.“São projetos importantes para resolver problemas crônicos da cidade, como os alagamentos, que aliados as obras para contenção de encostas, reduzem a fragilidade da cidade”, aponta.



Apoio para projetos de Esporte e Cultura e nova subida da Serra e União e Indústria também foram tratados

Em audiência com ministro da Cultura, Roberto Freire, o prefeito Bernardo Rossi solicitou a liberação de verba para a recuperação do Theatro Municipal D. Pedro, melhorias nas condições da Biblioteca Municipal, além de pleitear recursos do Fundo Municipal de Cultura para financiar projetos deliberados pela sociedade civil.

Bernardo Rossi se reuniu ainda com a presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Kátia Bogéa. No encontro foi ajustado que o órgão federal auxiliará a restauração do painel doado pela pintora Djanira em 1953. Considerado uma obra de raro valor, o  painel está instalado no Liceu Municipal Cordolino Ambrósio.

Projetos voltados ao esporte e lazer foram apresentados pelo prefeito em reunião com o ministro dos Esportes Leonardo Picciani. Bernardo solicitou que Petrópolis seja incluída nos projetos federais, como o “Tour Verão” e solicitou a ampliação do Programa Esporte e Lazer da Cidade. Hoje o PELC funciona em três comunidades e atende mais mil pessoas, com a ampliação, o projeto pode ser levado a até 10 comunidades.

“Apresentamos ainda uma demanda referente ao projeto Luta pela Cidadania, que incentiva a prática de artes marciais”, disse o prefeito.

Para garantir a mobilidade dos distritos e a nova pista de subida da Serra, Bernardo Rossi esteve no Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit) e na Agência Nacional de Trânsito e Transportes (ANTT). O prefeito cobrou a conclusão da nova pista e subida da serra e garantiu junto à ANTT acompanhamento do poder público municipal em toda a realização de construção da estrada. No Dnit, Bernardo recebeu o compromisso do diretor do órgão de retomar o processo de revitalização de 22 quilômetros entre Centro da cidade e Pedro do Rio e posterior municipalização da estrada.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

PESQUISA POR MATÉRIAS