ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

INSTITUTO DA MULHER TERÁ SERVIÇOS AMPLIADOS

O Instituto da Mulher, antigo Centro de Saúde, uma das referências em atendimento clínico e ambulatorial no município, passará por melhorias que vão desde a finalização da obra – orçada em R$ 2,6 milhões e não concluída - até a reposição do quadro de médicos que atuam na unidade. O prefeito, Bernardo Rossi e o secretário de Saúde, Silmar Fortes, realizaram uma vistoria no local nesta quarta-feira (08.02) para listar as necessidades a serem priorizadas, como conserto do mamógrafo, que está com impressora quebrada desde dezembro, e adaptação do aparelho para o formato digital. Mensalmente mais de cinco mil pessoas são atendidas no Instituto da Mulher. Bernardo Rossi destacou a importância de manter a qualidade do atendimento em uma estrutura que pode ser melhor aproveitada através de uma reorganização das alas.

 “O investimento na obra de reparo do Centro de Saúde foi de mais de R$ 2 milhões e hoje eu encontro alas com fiação exposta, salas sem reparos, uma grande precariedade. Temos salas com atendimentos improvisados e outras que não oferecem acessibilidade. Dedicaremos uma atenção maior para priorizar as ações emergenciais na unidade, como é o caso do mamógrafo que já vai voltar a funcionar, mas que pode parar novamente já que a processadora é antiga. Já autorizei o processo de cotação de um equipamento digital para otimizar o serviço”, anunciou.

O mamógrafo está sem uso desde dezembro devido a um problema na processadora – equipamento aonde se revela o filme do exame. A máquina já está em fase de teste para que as agendas sejam reabertas a partir da próxima semana. Até lá a demanda da rede está sendo direcionada ao Hospital Alcides Carneiro.

Outra deficiência do Instituto da Mulher é a falta de profissionais da clínica médica para atendimento. Os dois atuantes estão prestes a se aposentar e não há profissionais para cobrir a assistência. O secretário de Saúde, Silmar Fortes, sinalizou que está em fase de conclusão do censo interno da Secretaria para que seja feito o remanejamento dos profissionais dentro da rede.

“Nós precisamos verificar dentro da nossa rede quais são os profissionais, suas especialidades e onde estão atuando. Nosso censo vai apontar esse direcionamento para que possamos remanejá-los dentro das unidades. Precisamos trabalhar com os quadros de funcionários que já temos e convocar os concursados de acordo com as necessidades”, explicou.

O laboratório de análises clínicas é outro serviço comprometido. Após a reforma do Instituto da Mulher muitas salas estão com problemas elétricos impossibilitando o uso de equipamentos como a autoclave – aparelho responsável pela esterilização de peças. O prefeito Bernardo Rossi pontuou ainda que há áreas que nem chegaram a ser reformuladas.

“O ambulatório é referência na cidade na investigação de tuberculose e a sala destinada a essa avaliação não foi reformada. Temos ainda o problema de máquinas que não estão sendo usadas devido à falta de estrutura elétrica que suporte a carga dos aparelhos. Vamos avaliar cada ponto com atenção para providenciar o reparo a curto prazo”, garantiu Bernardo Rossi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta notícia