PESQUISA POR MATÉRIAS

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

TEMPORAL DE SÁBADO CAUSOU ESTRAGOS EM DIVERSOS PONTOS DA CIDADE

A Rua Caldas Vianna, no Centro, virou um rio.  Foto: Grupos Wathsapp
O forte temporal que atingiu vários pontos da cidade na tarde do último sábado (04), causou deslizamentos e alagamentos.  Apesar dos estragos, nenhuma ocorrência grave foi registrada pela Defesa Civil do município, que emitiu um boletim com o balanço do fim de semana. Leia na íntegra.


"A Secretaria de Defesa Civil informa que a chuva deste fim de semana não gerou ocorrências graves em Petrópolis. No domingo (05), um deslizamento de terra destruiu parte de uma residência na Posse. A família, e dois cachorros, foi encaminhada para a casa de parentes. No sábado (04.02), uma casa desabou no Floresta, mas ninguém ficou ferido. Duas pessoas que moravam no imóvel foram levadas para casa de parentes. No total, 23 chamados foram registrados, sendo a maioria por pequenos deslizamentos de terra.

 As equipes da Defesa Civil estiveram de plantão atendendo as ocorrências nos dois dias. No sábado, houve alagamento nas ruas Caldas Viana e Coronel Veiga, no Centro. Já no domingo, o registro foi na Estrada das Arcas, em Itaipava. Equipes da Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), Secretaria de Obras e Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans) estão atuando nos locais. O maior índice pluviométrico foi registrado no bairro Mosela, onde choveu 176 milímetros no fim de semana. No mesmo período, na Estrada do Brejal, os registros alcançaram 172 milímetros. Nenhuma sirene precisou ser acionada nos dois dias.

A Defesa Civil permanece em estágio de atenção, já que a previsão, de acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), é de pancadas de chuvas para Petrópolis também nesta segunda-feira (06.02). A Defesa Civil orienta a população a ter atenção, em função dos acumulados de chuvas, que já deixam o solo encharcado.

Havendo qualquer sinal de instabilidade na casa ou no terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva da Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos".



Bernardo Rossi vistoria locais atingidos 

O prefeito Bernardo Rossi vistoriou na manhã deste domingo (05.02) os locais atingidos por deslizamentos de barreira em decorrências das chuvas iniciadas na manhã de sábado. No bairro Floresta, Bernardo, acompanhado do vice, Baninho, e do secretário de Defesa Civil, Paulo Renato Vaz, se encontrou com Jorge Evangelista, 51 anos, morador que perdeu a casa, que desabou. Bernardo Rossi também esteve em dois pontos da Estrada da Saudade: próximo ao número 1.244 e na entrada do Morro Florido. Em ambos, deslizamentos de terra interromperam as vias, porém os locais tiveram fluxo liberado ainda no sábado.

            “Respostas rápidas às ocorrências com equipes integradas da Defesa Civil, CPTrans, Comdep e Obras, têm sido a nossa preocupação, além da prevenção. Em Brasília, esta semana, já tivemos aceno do Ministério da Integração Nacional com a possibilidade de obras de macrodrenagem na cidade”, afirma Bernardo Rossi.

            Em reunião com Ministério das Cidades e Caixa Econômica Federal, o prefeito buscou celeridade na liberação de recursos do PAC das Encostas, um total de R$ 60 milhões para Petrópolis. São 14 intervenções, a maioria ainda não iniciada ou com atraso de execução. “Dei prazo para que todos os projetos sejam apresentados para que os recursos sejam liberados pela CEF e as obras iniciem e os que estão sendo feitos que recebam prioridade para que sejam efetivamente concluídos”, afirma Bernardo Rossi.  A Rua Uruguai, onde houve desplacamento de rochas em dezembro e 25 casas foram interditadas, será incluída no lote 3, porém estas obras serão prioritárias. Elas ocorrerão como complemento das intervenções na Avenida Amaral Peixoto e perfazem R$ 12 milhões dos R$ 18,9 milhões destinados ao montante de obras.

            Na Floresta, Bernardo se encontrou com a família que perdeu a casa que desabou no sábado. Nascido e criado no bairro, Jorge Evangelista contou ao prefeito como foi o ocorrido. “Um susto grande, mas graças a Deus ninguém ferido”. A família vai ser atendida em aluguel social.

            No próprio sábado foram feitas limpeza e desobstrução das vias Rua Rodolfo Bruno, em Nogueira; Estrada das Arcas e Madame Machado, em Itaipava; Estrada Mineira, na altura de Corrêas e União e Indústria, próximo à Nogueira.

            Foram registradas 23 ocorrências sem gravidades no sábado e a Defesa Civil opera em estágio de atenção neste domingo com a previsão de pancadas fortes de chuvas. “A integração das equipes das secretarias envolvidas, sob o comando do prefeito Bernardo Rossi, está funcionando amplamente e com respostas rápidas. Isso facilita o acesso aos locais, a desobstrução quando é o caso e apoio efetivo à população”, classifica Paulo Renato Vaz.

A previsão, de acordo com o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), é de pancadas de chuvas para Petrópolis também neste domingo. Por conta disso, a Defesa Civil orienta a população a ter atenção, em função dos acumulados de chuvas, que já deixam o solo encharcado.
 No caso de qualquer sinal de instabilidade na casa ou no terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva da Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.