ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

VELLOSO AVALIA SE ASSUME OU NÃO MINISTÉRIO DA JUSTIÇA


Do Notícias ao Minuto -

Carlos Mário Velloso, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), contou que foi convidado pelo presidente Michel Temer para "ajudar a salvar o Brasil" assumindo o ministério da Justiça no lugar de Alexandre de Moraes, que foi indicado ao Supremo.

"Quando falou comigo, ele [Temer] disse isso, que queria minha ajuda para salvar o Brasil. Talvez ele tenha até se excedido um pouco. Mas é uma coisa muito importante", revelou.

No entanto, Velloso contou à Folha de S. Paulo que ainda não tomou a sua decisão, pois há clientes com contratos de exclusividade com seu escritório de advocacia, que poderiam impedi-lo de aceitar o convite.

O advogado conversou com Temer na noite desta quinta-feira (16) sobre o caso. A decisão deve ser tomada nesta sexta-feira (17).

Além do imbróglio com seus clientes, Velloso disse à reportagem que sofre pressão na família para recusar o cargo. No entanto, ele diz que está "80% resolvido", mas não gostaria de ficar no ministério até dezembro de 2018.

"Seria para ficar um ano apenas. E eu já até falei isso para o presidente. Não mais que um ano", afirmou.

O advogado contou que os seus clientes estão sendo consultados sobre o assunto e os apelos deles contarão na sua decisão.

Ele ressalta ainda que, se aceitar, vai "ter até de pagar para ser ministro", pois abdicaria de mais de 50 ações em que atua. "Renunciarei de todas, me afastarei da sociedade [no escritório], deixarei minhas cotas e vou embora", disse.

Se Velloso aceitar o cargo, a sua nomeação deve ocorrer a partir da próxima quarta-feira (22), depois que Alexandre de Moraes for sabatinado no Senado