quinta-feira, 30 de março de 2017

CONSELHO APROVA INCLUSÃO DE PLANTAS MEDICINAIS NO SISTEMA DE SAÚDE

 O Conselho Municipal de Saúde (ComSaúde) aprovou a ampliação do fornecimento de plantas medicinais para auxiliar na terapêutica dos pacientes assistidos pela Atenção Básica. Em reunião realizada na terça-feira (28.03), na Casa dos Conselhos, os conselheiros também elegeram a comissão organizadora da Conferência Municipal de Saúde e aprovaram o regimento interno para conferência de saúde mental. Também foi definida a mudança da sede do ComSaúde que a partir de abril funcionará dentro da Secretaria de Saúde.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes, explica que mudança da sede garantirá uma atuação mais efetiva e fiscalizadora do ComSaúde. “No passado as propostas e ações, principalmente as financeiras, eram aprovadas às escuras. Agora nós iremos incentivar o papel das comissões que auxiliam o ComSaúde, como a comissão de finanças. Com o conselho dentro da secretaria nós mostraremos nossa transparência e buscaremos apoio durante a nossa gestão”, afirma Silmar Fortes.

O município distribui em média 18 mil medicamentos por mês nas Unidades de Saúde. Agora, com a aprovação do ComSaúde, passará a disponibilizar os fitoterápicos e plantas medicinais.  O secretário de Saúde, Silmar Fortes, aponta que a prática faz parte Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no Sistema de Saúde.

“Havia um convênio com a FioCruz em 2012 que foi interrompido devido à dificuldade de adquirir os insumos dos agricultores locais. Agora nós poderemos reestabelecer o convênio, valorizar os agricultores locais e buscar verba federal para custeio e distribuição das plantas medicinais na rede”, anuncia Silmar Fortes.

Cerca de 30 pessoas participaram da reunião do ComSaúde que definiu a comissão que organizará a Conferência Municipal de Saúde e a aprovaram o regimento interno da conferência de saúde mental.

“O diálogo de hoje foi muito produtivo, pois ampliamos o número de membros da comissão organizadora da Conferência que acontece no meio do ano para oito pessoas. É um evento muito grande que merece mais atenção e com relação ao regimento interno da saúde mental nós iremos avaliá-lo em dois dias para termos mais tempo de nos dedicarmos a essa área que é uma das nossas prioridades de governo”, explica Silmar Fortes.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

PESQUISA POR MATÉRIAS