| CIDADE

TEMPORAL DE DOMINGO CAUSOU ESTRAGOS EM ALGUNS BAIRROS

Na União e Indústria, na altura de Corrêas, uma árvore caiu e interditou a pista |  Grupos Whatsapp A Secretaria de Defesa Civil e Açõe...

quinta-feira, 2 de março de 2017

LIMPEZA, SEGURANÇA E MOBILIDADE FORAM GARANTIDAS DURANTE O CARNAVAL

 Desde a noite de sexta-feira (24) equipes da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans), Guarda Civil  e Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) -  num total de 125 homens - atuaram para garantir limpeza, segurança e mobilidade para petropolitanos e turistas que buscaram a cidade para curtir os dias de folia.


Distribuídos em operações no Centro e nos distritos, agentes da CPTrans garantiram a fluidez dos veículos e a segurança dos pedestres. Durante todo Carnaval a CPTrans realizou 95 atendimentos, incluindo os blocos, cobertura de eventos, fiscalização e apoio em locais de acidentes.

No período foram registrados seis acidentes, incluindo dois com vítimas fatais. Agentes que atuaram na fiscalização de trânsito aplicaram ainda 48 advertências e 26 multas.

A Guarda Civil trabalhou com um efetivo de 30 homens distribuídos entre a fiscalização e o patrulhamento preventivo. As equipes auxiliaram ainda a orientação de trânsito, em apoio à CPTrans, no atendimento de acidentes, com isolamento da área, o que melhorou à movimentação de veículos.

Parte da corporação também esteve presente em locais de maior concentração de foliões, como a Praça da Liberdade, onde durante os quatro dias de folia centenas de pessoas acompanharam a programação do “Carnaval da Liberdade”.

A limpeza de ruas e praças que receberam foliões foi feita por 80 funcionários da Comdep. Nos quatro dias de folia foram utilizados um caminhão da companhia e outros dois caminhões da Força Ambiental para a retirada do lixo. No período foram gastos 2.860 sacos de lixos de 200 litros, e outros 266 sacos de lixo de 300 litros, além de 96 vassouras de gari.

Atendimentos na Saúde caíram durante o Carnaval
Durante o feriado de Carnaval os atendimentos de Saúde foram menores nas Unidade de Pronto Atendimento 24h - (UPAs) Centro e Cascatinha. A média registrada entre sábado e terça-feira foi de 280 atendimentos – número abaixo do movimento diário normal, de 290 pessoas. A maior demanda aconteceu na segunda-feira (27.02), quando foram registrados 324 atendimentos.

Na UPA Cascatinha, o caso mais grave ocorreu na madrugada de quarta-feira (01.03), quando dois jovens deram entrada com lesões por arma branca. Um deles foi medicado e liberado após sutura, o outro foi encaminhado ao Hospital Alcides Carneiro (HAC) para uma cirurgia de emergência, onde segue internado em estado estável.

Na UPA Centro, a maior procura (80%) foi para  atendimentos ambulatoriais. “Apesar do número se manter dentro da normalidade, nós tivemos, em sua maioria, atendimento ambulatoriais, com grande volume de exames e medicação dispensada”, explicou o diretor da unidade Cláudio Morgado.

No Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE) a média de atendimentos diários foi normal.O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) recebeu uma média de 20 chamados por dia. Em dois dias foi necessário o envio de ambulâncias que prestaram sete atendimentos. Nos demais dias as equipes efetuaram remoções.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI