ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quinta-feira, 30 de março de 2017

MÊS DE MARÇO É O MAIS CHUVOSO DE 2017

O mês de março é o mais chuvoso de 2017: o bairro que registrou o maior índice pluviométrico foi o São Sebastião, com 357 milímetros nos últimos 30 dias. O número de ocorrências também é o maior deste ano: 190. A maioria são pedidos de vistoria preventiva em residências. Esses foram alguns números apresentados pela Secretaria de Defesa Civil nesta quinta-feira (30.03), no balanço realizado mensalmente pelo órgão. Entre as novidades anunciadas este mês estão o teste das sirenes do Sistema de Alerta e Alarme, que foi ampliado, e o apoio a campanha da Secretaria de Saúde na vacinação contra a febre amarela.



“Petrópolis teve um mês de março com pancadas de chuva, especialmente nos finais de tarde. Atendemos a 190 ocorrências em toda a cidade, a grande parte, foram pedidos de vistorias preventivas. Nossas equipes estão de plantão também no início de abril, já que ainda existe a chance de pancadas de chuva”, disse o secretário de Defesa Civil, coronel Paulo Renato Vaz.

Em março, a Defesa Civil também anunciou uma novidade: o teste das sirenes do Sistema de Alerta e Alarme, será ampliado passando a acontecer, em um exercício noturno, também no dia 20.  O primeiro, que seria realizado no último dia 20, foi adiado devido à previsão de chuva naquele dia. O treinamento foi remarcado para o dia 10 de abril. Na ocasião o simulado vai acontecer normalmente pela manhã, às 10h, e também à noite, às 20h.

“Precisamos usar sempre o bom senso. O Cemaden (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais) informou que naquele dia existia a possibilidade de chuva a qualquer momento na cidade. Naquelas condições identificamos que não seria um momento propício para o teste”, explicou o coronel.

No dia 20, as equipes terminaram as visitas da campanha “Xô Mosquito”. Os agentes cumpriram o cronograma inicial de 69 Centros de Educação Infantil (CEIs), 14 abrigos de idosos e mais quatros creches, chegando a mais de quatro mil pessoas, entre crianças e adultos. Desde então, a Defesa Civil está mobilizada apoiando a Secretaria de Saúde na campanha de vacinação contra a febre amarela, que conta com o apoio também do Exército, Aeronáutica e Cruz Vermelha.

“Nós estamos integrados com a Saúde desde o início da campanha Xô Mosquito e mantivemos a parceria nesta articulação de prevenção contra a febre amarela”, explica Paulo Renato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta notícia