quarta-feira, 22 de março de 2017

MPRJ INICIA OPERAÇÃO 'CASA LIMPA' NA CÂMARA DE VEREADORES

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro deflagrou a operação "Casa Limpa" na Câmara de Vereadores de Petrópolis. Na tarde da terça-feira (21), dois representantes estiveram na casa para fiscalizar o funcionamento dos gabinetes.  


A ação é um desdobramento do caso que culminou com a prisão do ex-vereador Osvaldo do Vale, o Vadinho e quatro assessores, todos acusados peculato ou seja, desvio de dinheiro público.
Segundo informações os fiscais interpelaram os vereadores sobre os assessores presentes e os que não foram encontrados no local.

Denúncias
A ação atendeu a uma denúncia, entregue na última segunda-feira (20) ao juiz da 2ª Vara Criminal de Petrópolis, Afonso Botelho, que já recebeu o processo. A processo tem 27 páginas e inclui uma colaboração premiada de um suposto ex-assessor da Câmara Municipal.
Segundo o MPRJ, apenas uma delação foi homologada até o momento, porém novos depoimentos estão sendo colhidos com pessoas envolvidas. Todas as são mantidas em sigilo para evitar prejuízo nas investigações.
Sobre o assunto, o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Igor, disse o Ministério Público já realizou outras inspeções na Casa anteriormente e que o Legislativo “prima pela transparência”. Segundo ele, muitos assessores fazem trabalhos externos, atendendo comunidades em gabinetes de bairros.

* Com informações do Diário de Petrópolis

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

PESQUISA POR MATÉRIAS