| CIDADE

FIQUE EM DIA: CONTRIBUINTES TÊM ATÉ O DIA 31 PARA REGULARIZAR DÉBITOS COM A PMP

Negociações podem ser feitas de segunda a sábado, das 9h às 16 | Divulgação Com estrutura especial de atendimento montada no clube Petr...

sexta-feira, 24 de março de 2017

PARQUE MUNICIPAL, EM ITAIPAVA, RECEBE 100 CAVALOS DA RAÇA MANGALARGA MARCHADOR

Um evento da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Mangalarga Marchador (ABCCNM) trouxe ao Parque Municipal, em Itaipava, 100 cavalos da raça para uma avaliação zootécnica, e está movimentando os distritos desde a última quinta-feira (23.03). O evento, que tem o apoio da prefeitura, visa avaliar os animais que ingressarão na ABCCNM.  Mais de 100 pessoas, entre criadores, representantes da Associação Brasileira e técnicos de outros municípios, estarão na cidade até sábado (25.03) participando do evento. Em junho, a cidade vai sediar o Campeonato Estadual de Cavalos da raça Mangalarga Marchador.


“Eventos como este são interessantes, pois trazem pessoas de fora para a cidade e ajudam a fortalecer a economia, movimentando hotéis, restaurantes e todo setor de serviços. A prefeitura apoiou de pronto a iniciativa da Associação, pois é um tipo de evento importante para a cidade”, avalia o secretário de Planejamento, Meio Ambiente e Desenvolvimento, Marcelo Fiorini.

Marcelo Valente, que vai presidir a futura empresa de Turismo da cidade, destaca o potencial destes eventos para o fortalecimento do trade turístico da cidade.  “Petrópolis tem as condições ideais para receber este tipo de evento, seja pelas condições do parque, que tradicionalmente acolhe muito bem os animais, seja pela infraestrutura da rede hoteleira, que oferece ótimas condições de serviços para receber os criadores”, frisa.

 Com cerca de 2 mil cavalos de criadores, Petrópolis é um pólo de criação de equinos na região, ao lado do município de Itaperuna.

 “O Parque Municipal de Itaipava é o melhor que temos no estado para receber estes eventos com cavalos. O espaço é ideal e a prefeitura acolhe muito bem, preparando cuidadosamente a área para receber os animais”, avalia o agrônomo da Emater, Leonardo Faver, lembrando que o desenvolvimento da atividade potencializa o geração de empregos. “Os animais precisam de tratadores, veterinários, e toda uma estrutura de pessoal para a manutenção dos cuidados adequados.  A criação de cavalos é uma atividade muito  interessante para a cidade”, avalia.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI