ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

sexta-feira, 24 de março de 2017

PETRÓPOLIS TERÁ PROJETO PARA EVITAR EXPANSÃO DAS ÁREAS DE RISCO



Uma parceria entre a Defesa Civil e a Universidade Federal Fluminense vai evitar o crescimento desordenado de comunidades em 10 áreas de risco de Petrópolis. A colaboração foi acordada em reunião nesta quinta-feira (23.03) entre o secretário municipal de Defesa Civil, o coronel Paulo Renato Vaz, e o reitor da UFF, Sidney Mello. Durante o encontro foi discutido o esquema de funcionamento da cooperação técnica da Universidade na redução de desastres naturais em Petrópolis.


Equipe de professores da instituição vai visitar a cidade já na sexta-feira (24.03), para começar a preparar um projeto que evite a expansão das áreas de risco do município. Na conversa, também foi confirmada a participação do grupo de mestrado da UFF em Defesa Civil no Exercício Conjunto de Apoio à Defesa Civil (ECADEC), que acontece entre os dias 31 de julho e 4 de agosto em Petrópolis.

“Este suporte técnico da UFF é o primeiro passo para revertemos a situação que temos hoje em Petrópolis, com áreas frágeis, em que famílias convivem com o risco, porque durante muitos anos não houve controle da ocupação de encostas. É uma iniciativa que vem somar à nossa política de prevenção”, considera o prefeito Bernardo Rossi

A partir de um estudo do Serviço Geológico do Estado do Rio de Janeiro (DRM), que mapeou os bairros na época da instalação das sirenes do Sistema de Alerta e Alarme, os professores vão discutir ações para as comunidades 24 de Maio, Alto da Serra, Bingen, Dr. Thouzet, Independência, Quitandinha, São Sebastião, Sargento Boening, Siméria e Vila Felipe. Com essas informações, o projeto para evitar a expansão desses locais será montado.

“Sei da qualidade dos professores que fazem parte do quadro. A instituição é enorme, renomada, e quem ganha com essa cooperação para a prevenção de desastres é a população petropolitana”, afirma o secretário Paulo Renato, que é mestre em Defesa Civil pela UFF.

O curso de mestrado em Defesa e Segurança Civil da UFF visa a formação de recursos humanos para atendimento das necessidades do país na elaboração de políticas, planejamento e ações no âmbito da Defesa Civil em todo o território nacional. “Os nossos alunos e professores precisam atuar, não ficar apenas dentro da sala de aula. Para nós será excelente a parceria”, comentou o reitor da Universidade, Sidney Mello, durante o encontro.

Os alunos também vão participar do ECADEC, que vai acontecer entre os dias 31 de julho e 4 de agosto em Petrópolis. A ação tem como objetivo testar, aprimorar e difundir a atuação das Forças Armadas em conjunto com a Defesa Civil em situações de emergência e apoio à população. O simulado conta ainda com a participação de representantes do Ministério da Integração Nacional, da Secretaria Nacional de Defesa Civil, da Secretaria Estadual e da Municipal de Defesa Civil.

“Prevenção deve ser prioridade em nosso dia a dia. Para nossa equipe, o simulado vai trazer mais conhecimento. Para os alunos é importante também, já que a cidade tem histórico de ocorrências relacionadas a deslizamentos e inundações freqüentes”, explica Paulo Renato.