| CIDADE

FIQUE EM DIA: CONTRIBUINTES TÊM ATÉ O DIA 31 PARA REGULARIZAR DÉBITOS COM A PMP

Negociações podem ser feitas de segunda a sábado, das 9h às 16 | Divulgação Com estrutura especial de atendimento montada no clube Petr...

segunda-feira, 24 de abril de 2017

CIDADE TERÁ SÉRIE DE AÇÕES VOLTADAS PARA O MAIO AMARELO

Com o tema “Minha Escolha Faz a Diferença”, Petrópolis se prepara para uma série de ações voltadas ao cuidado no trânsito. O Maio Amarelo vai contar com atividades durante todo o mês, já a partir do dia 1º. A meta é colocar em pauta o tema da violência no trânsito e mobilizar a sociedade civil, empresas e associações para a discussão do tema, em busca de propagar um trânsito mais seguro nas mais diferentes esferas. A iniciativa está sendo promovida pela Prefeitura de Petrópolis, por meio da Companhia Petropolitana de Trânsito e Transportes (CPTrans).

A programação contará com palestras sobre educação no trânsito nas escolas públicas e privadas; palestra de mecânica voltada as mulheres; palestra sobre direção defensiva para motociclista, com demonstração pública; inspeção veicular e cristalização de para-brisas gratuitas, simulação e ações de conscientização nos semáforos com distribuição panfletos e do laço símbolo da campanha, além da caminhada que vai encerrar a programação, no dia 27 de maio.

“Toda a programação foi pensada para levar à população a reflexão necessária em torno do tema. Vamos realizar ações voltadas também às crianças, pois acreditamos que elas são multiplicadoras e também porque serão futuras motoristas. O mês de maio é voltado para conscientização, no entanto, vamos manter ações constantes para poder dar continuidade a esse processo. Diminuir as estatísticas de acidentes é a nossa meta”, destaca o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) trata os acidentes de trânsito como epidemia. Isso porque o Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito (cerca de 50 mil mortes por ano), precedido por Índia, China, EUA e Rússia e seguido por Irã, México, Indonésia, África do Sul e Egito. Juntas, essas dez nações são responsáveis por 62% das mortes por acidente no trânsito no planeta.

Se nada for feito, a OMS estima que 1,9 milhão de pessoas morram no trânsito até 2020 (passando para a quinta maior causa) e 2,4 milhões, em 2030. Nesse período, entre 20 e 50 milhões de pessoas sobreviverão aos acidentes a cada ano com traumatismos e ferimentos.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI