| CIDADE

FIQUE EM DIA: CONTRIBUINTES TÊM ATÉ O DIA 31 PARA REGULARIZAR DÉBITOS COM A PMP

Negociações podem ser feitas de segunda a sábado, das 9h às 16 | Divulgação Com estrutura especial de atendimento montada no clube Petr...

quinta-feira, 27 de abril de 2017

CURSO GRATUITO DE CROCHÉ NA CASA VISCONDE DE MAUÁ


Segundo historiadores, os trabalhos de crochê têm origem na pré-história. A arte começou a ganhar adeptos no século XVI e até hoje é usada como terapia e como forma de renda. Pensando em habilitar os servidores da Secretaria de Educação interessados em aprender a técnica, o departamento de Formação e Capacitação Profissional está oferecendo um curso gratuito de crochê.

 As aulas ocorrem às terças-feiras, às 18h, na Casa da Educação Visconde de Mauá e são ministradas pela professora Claudia Labanca. Interessados em participar da iniciativa podem fazer a inscrição através do departamento, pelo número 22468679.

“Esse é só um dos cursos que o departamento está disponibilizando para os servidores. Ele foi criado justamente para oferecer atividades que possam engrandecer o servidor enquanto profissional, sem deixar de lado o seu direito de fazer atividades terapêuticas. Estamos atendendo a um pedido do prefeito Bernardo Rossi de oferecer cada vez mais atividades que valorizem os servidores”, disse o secretário de Educação, Anderson Juliano.

 A servidora Rosali Duarte sempre admirou a técnica. “Resolvi participar das aulas por admirar trabalhos feitos com as próprias mãos e como tenho sono um pouco irregular, vou dormir mais tarde e resolvi aproveitar esse tempo para fazer algo que me ajudasse a relaxar. Pesquisei e descobri que fazer crochê é uma excelente terapia e também uma maneira de aumentar a concentração. Estimula a criatividade e é divertido. Já havia feito uns pequenos trabalhos e com a oportunidade de participar do curso, resolvi me aperfeiçoar. Com a ajuda da professora, já estou confeccionando um lindo casaco. Ter o prazer de usar uma peça produzida por mim, isso não tem preço”, disse a servidora.

A professora Claudia Labanca disse que o maior desafio foi ensinar às canhotas. “Elas estão gostando muito porque é uma terapia diferente e as pessoas precisam desse tempo para distrair. Uma das alunas canhotas conseguiu aprender e acabou chamando outras amigas e o curso ficou ainda mais interessante. Elas já aprenderam a fazer suporte para pano de prato. Outros produtos também serão confeccionados como sapatinhos e tapetes”, contou.

 “As aulas resgatam uma tradição e proporcionam um momento de convivência entre os servidores, onde eles trocam experiências. É uma forma de terapia. Um momento único após a rotina. Além de se divertir, elas podem usar o conhecimento futuramente para vender algumas peças”, explicou a diretora do departamento de Formação e capacitação Profissional, Márcia Chiote.

 A primeira turma foi fechada com 15 alunas e uma lista de espera está sendo elaborada pelo departamento. Quem quiser participar deve entrar em contato através do telefone 2246-8679.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI