PESQUISA POR MATÉRIAS

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

segunda-feira, 17 de abril de 2017

LIMPEZA DO LAGO DE NOGUEIRA SERÁ REALIZADA COM APOIO DA SECRETARIA ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE

Uma vistoria técnica nos próximos dias é o segundo passo para a revitalização do Lago de Nogueira, ponto turístico e referência para a comunidade. A intervenção vai ser feita pela Secretaria de Estado do Ambiente. O titular da pasta, André Corrêa, esteve no local acompanhado pelo prefeito Bernardo Rossi nesta quarta-feira (17). Uma equipe técnica do Estado vai fazer o  levantamento dos custos para a realização da limpeza do lago, obstruído por gigogas. A prefeitura, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, vai fazer o reflorestamento da beira do Lago.

“Esse é um espaço de lazer para os moradores e deve ser cuidado com todo o carinho. Estamos atuando de forma conjunta com o Estado, além do Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e dos demais órgãos ambientais, pensando no melhor para a nossa cidade e hoje temos aqui o secretário André Corrêa, um apoiador de nossa cidade em muitos projetos e que está sensível à revitalização do lago”, aponta o prefeito Bernardo Rossi.
“Toda a área é uma das mais bonitas de Petrópolis e de todo o estado, os moradores tem uma ligação de carinho e cuidado com o Lago e estaremos empenhados na revitalização. É uma região de lazer, as pessoas usam essa região para correr, caminhar, andar de bicicleta. O lago vai voltar a ser o cenário de antigamente, bem cuidado”, afirma o secretário estadual do Ambiente, André Corrêa.
O prefeito Bernardo Rossi, ao lado de André Corrêa, percorreu toda a extensão do Lago. Segundo a equipe técnica do INEA, uma das maiores preocupações são as gigogas, uma espécie de planta que cobre boa parte do espelho d’água. A reprodução dela acontece em locais com níveis de poluição elevados. O secretário de Meio Ambiente Municipal, Fred Procópio, aponta o problema que se arrasta há décadas.
“É importante que o Estado entenda a necessidade de fazer a limpeza completa do Lago de Nogueira. As gigogas crescem em ambientes ricos em fósforo e nitrogênio, o que mostra o nível de poluição do local. Com a revitalização e limpeza permanente os moradores terão de volta a sua área de lazer e o lago pode ser atrativo de novo para os turistas”, explica Fred.
Também participaram do encontro os secretários de Obras, Ronaldo Medeiros; o presidente da Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep), Wagner Silva, além de representantes do INEA e de técnicos da Secretaria Estadual do Ambiente (SEA).