PESQUISA POR MATÉRIAS

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quinta-feira, 6 de abril de 2017

OBRAS DO LOTE 1 DO PAC DAS ENCOSTAS SERÃO RETOMADAS ESTE MÊS

Intervenções no São Sebastião, no Centro e no Floresta voltarão a ser realizadas após o prefeito Bernardo Rossi garantir o repasse de R$ 5,8 milhões do governo federal | Divulgação
Quatro obras de contenção de encostas serão retomadas ainda este mês em Petrópolis. Elas integram o lote 1 do PAC das Encostas e acontecem com recursos federais. As intervenções são a construção de barreiras dinâmicas no São Sebastião e no Centro, drenagem e uma cortina atirantada no Floresta. Isso será possível após o prefeito Bernardo Rossi garantir em janeiro o repasse de R$ 5,8 milhões junto ao Ministério das Cidades.

“Obras de contenção de encostas são fundamentais em uma cidade com a topografia e o histórico de chuvas de Petrópolis. Os convênios com o governo federal para estas obras estão assinados desde 2011 e não ficaram prontas porque não foram tratados como prioridade. Estamos fazendo isso agora e trabalhando dar a segurança que as famílias tanto desejam para suas casas”, disse o prefeito Bernardo Rossi.

Até o momento, a obra mais adiantada é a construção de uma cortina atirantada na Rua Casemiro de Abreu, no Floresta, com 79,50% já concluída. Esse equipamento é uma parede de concreto com tirantes feitos ou de concreto ou de metal.

A construção da barreira dinâmica da Rua Antônio Soares Pinto, no Centro, tem 76,63% de conclusão. O mesmo equipamento, que é uma rede de aço sustentada em postes, está sendo feita na Rua Alexandre Fleming, São Sebastião, e já alcançou 74,64%.

Só a construção de canaletas para passagem de água nas encostas na Rua Henrique Paixão, também no Floresta, ainda engatinha, com só 6,08% já feito.

O lote 1 é todo realizado pela empreiteira Civil Master, que entregou apenas uma obra até agora, a barreira dinâmica do Carangola.

“Esse lote tem investimentos de quase R$ 22 milhões e incluem obras que vão salvar vidas. O trabalho do prefeito Bernardo Rossi nessa questão tem sido intenso e agora vamos poder concluir essas intervenções que estão próximas do fim”, afirma o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros.
A prefeitura ainda trabalha para a aceleração de mais nove obras – em Atílio Marotti, Floresta, São Sebastião, Retiro, Alto da Serra, Mosela, Bingen, Morin e Quitandinha – que integram os lotes 2 (tocado pela empreiteira Erwil) e 3 (da Consórcio Construir) do PAC das Encostas. Elas foram paralisadas após arresto judicial de R$ 9 milhões no fim do ano passado para pagamento do funcionalismo. O governo federal destinou R$ 60,2 milhões nos três lotes do programa.

A Secretaria de Obras aguarda finalização do projeto executivo para contenção de encostas na Rua Desembargador Luiz Antônio Severo, atrás do Parque Municipal, em Itaipava. A intervenção será possível após o prefeito Bernardo Rossi recuperar a verba de uma emenda feito pelo deputado Júlio Lopes (PP-RJ) em 2015 no valor de R$ 385 mil, com contrapartida municipal de R$ 12 mil. O projeto executivo está sendo adequado pela construtora responsável pela obra, a Macport Estruturas, e tem previsão de início em maio.