ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

segunda-feira, 24 de abril de 2017

PACIENTES DA FILA DE RESSONÂNCIA COMEÇAM A REALIZAR EXAMES NO HAC

“Foi um ano de sofrimento, sem poder andar direito, afastada do meu trabalho e ficando a maior parte do tempo acamada. Muitas pessoas acham que o fato de aguardar em casa, por um exame que não é de emergência, não afeta a nossa rotina, mas influencia, sim. Vivi um período em que quase entrei em depressão. Graças à Deus hoje, eu vou poder dar início ao meu tratamento”, emociona-se Rosa Maria Teixeira, 57 anos, que realizou o exame de ressonância magnética nesta segunda-feira (24.04), no Hospital Alcides Carneiro (HAC). A fila de espera pelo exame é de 4 mil pessoas. O aparelho ficou parado um ano no HAC por falta de uma obra que foi realizada pela atual gestão logo nos primeiros meses de governo.

Além de Rosa Maria, mais oito pacientes que estavam na fila realizaram o exame no Centro de Imagens do HAC. A pedido do prefeito Bernardo Rossi, a ressonância funcionará de segunda a sábado, de 7 às 19h com capacidade de realizar 15 exames por dia. Estão previstos a realização de mutirões aos domingos para zerar a fila de espera que acumula mais de 4 mil pessoas.
O aparelho de ressonância magnética foi ligado no dia (16.03) e durante um mês ocorreram os testes e treinamentos de equipes, seguido pelos primeiros exames realizados junto aos pacientes internados na rede.

“Começamos hoje a zerar a fila de espera da ressonância. Muitos aguardam há mais de dois anos para realizar o exame, então, assim que a máquina estiver com 100% de sua capacidade de atuação nós iremos passar para 20 exames por dia e adotaremos um esquema de mutirão aos domingos”, anuncia o prefeito Bernardo Rossi.

O secretário de Saúde, Silmar Fortes, explicou que para viabilização dos mutirões será necessária uma programação junto às equipes médica e técnica.

“A coordenação do centro de imagens já nos sinalizou que há a possibilidade de realizarmos os mutirões cabendo apenas uma organização de protocolos junto às equipes. Nós vamos avaliar o desempenho da máquina durante esse mês e esperamos que em curto prazo os mutirões possam começar a acontecer”, comenta Silmar Fortes.

O Responsável Técnico da Ressonância do HAC, Eduardo Primo, disse que independente da data de solicitação do exame, os mesmos estão sendo marcados, com prioridade aos pacientes com câncer ou com doenças graves.

“Nossa equipe está totalmente treinada e apta a realizar o exame. Realmente nos deparamos com pedidos antigos e com pacientes com doenças graves em espera. A ressonância leva no mínimo 30 minutos para ser feita, por conta disso só conseguimos realizar esse número de exames. Mas vamos seguir nosso cronograma para o mais rápido possível zerarmos essa fila de espera”, disse Eduardo Primo.

Adquirido com verbas federais de emenda do deputado federal Hugo Leal de R$ 2,8 milhões e R$ 864 mil de investimento do município, o aparelho de ressonância – comprado há mais de um ano – não entrou em funcionamento, pois a obra de instalação não foi feita pelo governo anterior. No dia (16.03) a máquina foi ligada juntamente com a inauguração do Centro de Imagem. O espaço conta ainda com recepção, salas de exames e de laudos e um novo sistema de digitalização de resultados. A partir da nova tecnologia, os médicos poderão acessar os resultados à distância pela internet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta notícia