segunda-feira, 8 de maio de 2017

FAZENDA JÁ REPÔS R$ 4,5 MILHÕES ARRESTADOS NO ANO PASSADO PARA PAGAMENTO DE SALÁRIOS

Até o fim do mês de abril, a Secretaria de Fazenda quitou R$ 4,5 milhões - de um total de R$ 15,7 milhões - arrestados pela Justiça para pagamento de salários dos servidores públicos durante o governo passado.O arresto judicial, feito em dezembro, redirecionou R$ 9,3 milhões que seriam destinados a obras para contenção de encostas, R$ 1,2 milhão da conta para alimentação escolar, além de R$ 1,8 milhão em outros recursos da Educação e R$ 3,4 milhões arrestados de outras contas da prefeitura.

“Com muito trabalho a Secretaria de Fazenda está conseguindo manter em dia os salários dos servidores e pagar as dívidas que encontramos nas contas da prefeitura. Adotamos uma política de austeridade desde o primeiro dia de governo. Estamos reduzindo despesas e controlando com rigor os gastos. A recomposição dos valores arrestados é o resultado dessas medidas e do empenho dos secretários e de todos os servidores”, considera o prefeito Bernardo Rossi.

 A Secretaria de Fazenda já repôs o total dos valores referentes a intervenções em resposta a desastres (R$ 420 mil), assim como 100% dos recursos destinados ao lote 2 do PAC das Encostas - R$ 2,6 milhões. O lote 2 do PAC das Encostas irá custear   obras no Atílio Marotti, Floresta, São Sebastião, Retiro, Alto da Serra, Mosela, Bingen, Morin e Quitandinha.

O titular da pasta, Heitor Pereira, destaca que a equipe da Secretaria de Fazenda continua empenhada para quitar o montante de R$ 11 milhões, ainda pendentes por conta do arresto.

“Com um controle bastante rigoroso das contas, estamos conseguindo pagar as dívidas manter as contas da prefeitura em dia. Conseguimos quitar ainda R$ 408 mil de um total de R$ 3 milhões que foram arrestados da pasta da Educação, além de R$ 1,1 milhão, de um total de R$ 6,3 milhões, sequestrados do Lote 3 do PAC das encostas”, explica o secretário de Fazenda Heitor Luiz Maciel Pereira.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

PESQUISA POR MATÉRIAS