quarta-feira, 7 de junho de 2017

SETOR DE TELEFONIA LIDERA RANKING DE RECLAMAÇÕES NO PROCON PETRÓPOLIS

O setor de telefonia fixa e móvel lidera o ranking de reclamações no Procon Petrópolis, com 58,85% das queixas que chegam até o órgão. De janeiro a maio, a instituição de proteção aos direitos do consumidor atendeu a 2.157 reclamações e, destas, 1.868 tiveram desdobramento favorável à população. As outras 289, sem possibilidade de acordo na esfera do órgãi municipal,  foram encaminhadas ao judiciário.

As prestadoras de serviço são as entidades que aparecem em segundo lugar no ranking, sendo responsáveis por 17,70% dos casos de reclamações. Em terceiro lugar são as instituições financeiras, que somam 15,46% dos casos e, em quarto, as lojas de departamento e varejo, com representatividade de 7,99% das queixas.

“Temos buscado sempre atender com efetividade as solicitações que chegam ao Procon. Por isso, das 10 empresas que compõem o ranking das mais reclamadas, temos parceria com quatro delas para acelerar a resolução dos pedidos. E estamos sempre trabalhando com esse viés de forma conciliatória. Exemplo disso foi o resultado positivo que tivemos ao buscar um acordo entre o empresário responsável pelo show do Fábio Jr. e as pessoas que compraram o convite para o evento”, destaca o coordenador do órgão, Bernardo Sabrá.

Ainda dentro da nova política de efetividade do órgão, além das parcerias com instituições reclamadas, o Procon também conseguiu junto à Universidade Católica de Petrópolis (UCP) firmar um acordo para que os casos que precisem de orientação jurídica sejam encaminhados ao Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ). O objetivo é prestar apoio em 100% dos casos às pessoas que não conseguem resolver suas demandas de maneira amistosa.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

PESQUISA POR MATÉRIAS