quarta-feira, 5 de julho de 2017

" ARRAIÁ" ENCERRA ARRECADAÇÃO DE AGASALHOS DA DEFESAS CIVIL NESTA SEXTA

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias oferece um grande “arraiá” aberto para a comunidade na sexta-feira (07). Vai ter barraca de salsichão, canjica, pipoca doce e salgada, paçoca, maçã do amor, caldos de ervilha e aipim, música ao vivo com a banda de forró Ziriguidó e o DJ Bruno Barros, além de brincadeiras para a criançada. O ingresso será a doação de um cobertor ou agasalho para a campanha de arrecadação de peças de frio organizada pelo órgão publico. O evento acontece na sede da Defesa Civil, na Rua Buarque de Macedo, 128, no Centro, das 18 até as 22h.

A festa julina acontece graças ao apoio do empresariado petropolitano, que doou todos os alimentos típicos para a Defesa Civil. O secretário Paulo Renato Vaz destacou a parceria. “Apesar da crise econômica que o país vem passando, os empresários da cidade entenderam o objetivo da nossa festa, que é arrecadar um grande número de doações de roupas de frio. Uma das vertentes mais importantes da Defesa Civil é a ajuda humanitária, e neste inverno, queremos ajudar a quem mais precisa”, disse.

A campanha teve início no dia 1º de junho e segue até 7 de julho. Até o momento, já foram arrecadadas quase 900 peças de frio. Mais da metade são agasalhos femininos. O material será entregue para instituições carentes da cidade, indicadas pela Secretaria de Assistência Social. Ao todo, são três postos espalhados pela cidade que recebem doações: Praça Dom Pedro, a sede da Defesa Civil e no Centro de Cidadania em Itaipava, que fica na Estrada União e Indústria, 11.860.

“Os resultados da campanha são bastante expressivos. Vamos conseguir ajudar a muita gente neste inverno. A cidade registrou a segunda temperatura mais baixa do Estado no final de semana. O Plano Inverno funciona como preparação, mas também tem o lado humanitário”, afirmou Paulo Renato.

A arrecadação faz parte do Plano Inverno, lançado no dia 20 de junho. O trabalha organiza o combate aos incêndios florestais na cidade durante o período de estiagem, mas tem também viés humanitário. Ne​ste sentido, além desse trabalho, a Defesa Civil já arrecadou chocolates, colaborando com a Páscoa da Sociedade Pestalozzi; distribuiu rosas em todos os lares de idosos da cidade no Dia das Mães; e organizou a doação dos agentes no Banco de Sangue do Hospital Santa Teresa no Dia Mundial do Doador de Sangue. ​

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

PESQUISA POR MATÉRIAS