PESQUISA POR MATÉRIAS

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quinta-feira, 13 de julho de 2017

CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DE ITAIPAVA COMEMORA UM ANO DE ATIVIDADES

A Secretaria de Saúde, por intermédio do Diretório de Saúde Mental, comemorou aniversário de um ano do Centro de Atenção Psicossocial (Caps), em Itaipava. A unidade que oferece acompanhamento multiprofissional com psiquiatra, neurologista, psicólogo, terapeuta ocupacional e  assistente social, tem média 30 usuários por dia. No local são oferecidos, além do tratamento individualizado, oficina terapêutica, palestras e atividades em grupo.

Em recente viagem à Brasília,  o secretário de Saúde, Silmar Fortes, conquistou a habilitação da unidade para receber recursos federais. Em agosto, uma equipe do Ministério da Saúde irá vistoriar o Caps para iniciar o processo de habilitação. A superintendente de Atenção a Saúde, Fabíola Heck anuncia que já foram convocados cinco psiquiatras para ampliar a assistência nas unidades de Saúde Mental.

“Nós estamos em um processo de uma conquista muito grande que é a habilitação junto ao Ministério da Saúde. Com isso teremos verba destinada à unidade em que poderemos investir em melhorias no serviço já prestado. Atualmente é o município que custeia todas as despesas. É preciso parabenizar e valorizar essa equipe por toda essa dedicação aos nossos pacientes”, avalia Fabíola Heck.

Na atual reestruturação da Secretaria de Saúde, o atendimento foi regionalizado para facilitar o acesso à população aos profissionais dos Caps. A diretora do Diretório de Saúde Mental, Viviane Martins destaca que a unidade de Itaipava está com a equipe completa oferecendo atendimento multiprofissional com capacidade de atendimento de até 45 pacientes por dia.

“Nossa capacidade de atendimento pode ser ampliada de agora em diante, mas é fundamental destacarmos que esse atendimento descentralizado proporcionou o melhor acesso à população. Antes o usuário precisava se deslocar até o centro de cidade para realizar o tratamento multiprofissional. Nossa assistência vai além da demanda ambulatorial é um olhar de cuidado com o bem-estar do usuário”, afirma Viviane Martins.

Programação de aniversário se encerra com grande Arraiá
A equipe do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) de Itaipava mobilizou uma grande programação ao longo da semana que se encerará no próximo sábado (15) com uma festa julina. Os usuários e familiares puderam participar de terapias ocupacionais, dias da beleza, shiatsu, técnicas de relaxamento, bingo e um almoço especial com bolo celebrando o aniversário de um ano nesta quarta-feira (12).

A coordenadora da unidade Patrícia Leitão Vieira, convida os moradores da região para participar da festa julina que começará a partir das 13h.

“Nós estamos aceitando doações não só para colocarmos nas barraquinhas de comidas, como também de prendas para sortearmos durante o evento. Temos ainda um bazar beneficente que funciona permanentemente na unidade onde recebemos diversos itens para doação cuja venda é revertida em materiais para nossas oficinas”, disse Patrícia Leitão.

Durante a semana, os usuários passam por uma programação variada de atividades de 9h30 às 16h. No local ainda é servido o café da manhã, almoço e lanche da tarde.

“Oferecemos aulas para criação de hortas, artesanatos com pinturas, miniaturas em gesso, tapeçaria, entre outros, e por conta disso precisamos de muita doação de materiais para utilizar nas oficinas. Nós também iremos fazer uma exposição para venda das peças produzidas por eles no sábado quando encerraremos a programação de aniversário”, complementa Patrícia Leitão Vieira.

Atualmente o Departamento de Saúde Mental do município tem cerca de 4.500 usuários com atendimentos mensais e conta com uma unidade de CAPSi – Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil, duas unidades do CAPS – Centro de Atenção Psicossocial e uma de CAPS AD II - Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas. Há ainda uma unidade do Ambulatório de Saúde Mental em Itaipava e outra no Centro, além de seis leitos de internação clínica no Hospital Clínico de Corrêas e 136 leitos ocupados no Santa Monica.