| CIDADE

FIQUE EM DIA: CONTRIBUINTES TÊM ATÉ O DIA 31 PARA REGULARIZAR DÉBITOS COM A PMP

Negociações podem ser feitas de segunda a sábado, das 9h às 16 | Divulgação Com estrutura especial de atendimento montada no clube Petr...

sábado, 29 de julho de 2017

GM E JUDICIÁRIO ALINHAM PARCERIA PARA USO DE CÃES NAS OPERAÇÕES

Animais serão utilizados em operações policiais, com chancela do magistrado, para coibir tráfico de drogas
 A Guarda Civil está acertando uma parceria de trabalho com o judiciário, que vai envolver ainda as forças policiais, para ampliar o uso dos cães em patrulhamento.  O acordo vem sendo costurado pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Petrópolis, Luiz Cláudio Rocha Rodrigues, que visitou o canil da corporação na sexta-feira (28). O objetivo é que os animais sejam utilizados em operações para coibir o tráfico de drogas.


O canil possui dois pastores holandeses que foram treinados para fazer detecção de drogas. Juntos, eles já conseguiram encontrar mais de 15 mil pinos de cocaína desde o ano passado. A intenção é que essa parceria entre Guarda, judiciário e polícia possa contribuir para a segurança do município.

“Meu trabalho será de relações públicas, pelo bom contato com a Polícia Militar e com os setores de investigação da Polícia Civil. Meu dever é aproximar todos os lados. O reflexo disso será sentido por todos: pela Guarda, que possui uma ferramenta de trabalho muito importante; a Polícia, que vai poder usufruir dela; do judiciário, que vai contar com provas mais consistentes; e a sociedade, que vai ficar mais segura com a retirada de criminosos das ruas”, afirmou o juiz.

Durante a visita, foi apresentada toda a estrutura do canil e trabalho dos guardas com cães, além de demonstrações sobre como funciona o treinamento – entre eles, o de detecção de drogas.

“Essa parceria vai viabilizar que o trabalho dos cães seja ainda mais potencializado. Os animais de detecção já são usados, por exemplo, durante choque de ordem, mas agora poderemos fazer algo que já era nossa intenção, que dar ainda mais contribuição para a segurança do município com o canil”, explicou o coordenador de Segurança, Maurício Borges. O comandante da Guarda, Jeferson Calomeni, e o diretor técnico do canil, Leandro Lopes, também estiveram no encontro com o magistrado.

O grupamento de cães da Guarda tem 13 animais, sendo nove adultos e quatro filhotes. Dos adultos, dois rottweiler e quatro pastores belga-malinois são utilizados para controle de distúrbios civis e contenção tática. Já dois pastores holandês fazem detecção de drogas e explosivos. A Golden Retriever Lola ganhará a companhia de um cão da raça Jack Russel, que também fará cinoterapia. Os filhotes são belga-malinois, que serão usados para resgate e para contenção tática.
Atualmente, o canil conta com oito baias, mas a capacidade será dobrada com obras que serão feitas com parceiros. Outros parceiros contribuem com o adestramento dos animais e treinamento dos guardas, com o acompanhamento veterinário e doação de 150 kg de alimentos e medicamentos.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI