ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

sábado, 29 de julho de 2017

LEI VAI REGULAMENTAR CERVEJARIAS EM PETRÓPOLIS

Está em fase final de elaboração a proposta de lei que vai regulamentar a produção de cerveja por microempresas  e brewpubs (bares que produzem a própria cerveja) em Petrópolis. Capital Estadual da Cerveja, título oficial conquistado no mês passado, a Cidade Imperial se prepara para dar mais incentivos ao setor. Mais uma reunião do segmento foi realizada nesta sexta-feira (28.07) conduzida pela prefeitura com participação das secretarias de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Fazenda, Meio Ambiente e Gestão Estratégica. Petrópolis hoje já conta com 19 cervejarias artesanais, sete delas indústrias e 12 as chamadas ciganas – que são aquelas que utilizam a estrutura de outras cervejarias para a criação e produção dos rótulos.

Mais dois encontros serão feitos em agosto: no dia 7, às 16h30, a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico vai realizar uma apresentação macroeconômica do município para microcervejeiros e empresários fornecedores, com degustação de alguns rótulos. O local onde o encontro será realizado será divulgado na próxima semana. No dia 8 de agosto, às 10h, na Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio) entidade que apoia os incentivos ao segmento na cidade, os detalhes da proposta de lei para a produção das microcervejarias serão fechados e documentados.

 Petrópolis passou a ser oficialmente a Capital Estadual da Cerveja com a Lei 7.650 sancionada pelo governador Pezão e publicada no dia 14 de julho. A cidade tem 19 microcervejarias que, juntas, geram mais de 500 empregos diretos. Além disso, agrega rótulos da cidade e de municípios vizinhos na Deguste, feira do setor que movimenta o turismo na cidade. Além delas, existem na cidade mais de 60 cervejeiros de panela – os que fabricam em casa, para consumo doméstico, mas acabam ganhando força e se tornam cervejarias, como as 19 hoje existentes na cidade.

“Nesse encontro vamos apresentar o questionário que foi formulado pela Secretaria de Meio Ambiente para a instalação de microcervejarias. Também concluiremos a proposta de lei que será encaminhada para apreciação do Conselho Revisor do Plano Diretor. Convidamos os demais cervejeiros para participar dessa reunião. Queremos ouvi-los. Conseguimos criar um ambiente para a troca de informações, muito produtivo. Através das colocações dos microcervejeiros estamos buscando todas as formas possíveis de ajuda para facilitar a vida dos empresários, fortalecendo a economia e a geração de empregos no setor”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini.

Encontro com  empresas fornecedoras
Um representante da empresa Serra Inox, que fabrica filtros, bombas, tanques reservatórios e moninhos para fábricas de cervejas, localizada em Bento Gonçalves, também participará das duas reuniões. Ele foi convidado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Na ocasião, ele conhecerá os detalhes do polo produtivo da cidade.
 “Queremos mostrar para os empresários que Petrópolis é uma cidade que está investindo no crescimento do setor cervejeiro. Apoiando o microempresário, aumentamos a oferta de empregos e o interesse de outras empresas do ramo fornecedor para que, futuramente, possam se instalar na cidade. Temos o apoio da Firjan, que vai apresentar a cadeia de metalomecânica para os microcervejeiros. Petrópolis tem um reconhecimento histórico no setor cervejeiro. É uma cidade segura, está perto da capital do Estado e tem o apoio do governo municipal para incentivar o setor. A instalação de novas microcervejarias movimenta o setor turístico e de serviços, favorecendo a geração de empregos na cidade”, afirmou o diretor do Departamento de Desenvolvimento Econômico, Fernando Pessoa.
 No dia 8 de agosto a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico também vai realizar um tour pelas microcervejarias locais, mostrando para os empresários os incentivos oferecidos o setor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta notícia