terça-feira, 18 de julho de 2017

PETRÓPOLIS DÁ INÍCIO AO PROGRAMA CIDADES EMPREENDEDORAS

O 1º Workshop de Alinhamento do Programa Cidades Empreendedoras promovido pelo Sebrae, nesta segunda-feira (17.07), marcou a adesão de Petrópolis ao Programa Cidades Empreendedoras e o ponta pé inicial para as atividades do Comitê Gestor do Programa. Com quase 300 mil habitantes, o município, que possui cerca de 11 mil micros e pequenas empresas e quase 20 mil microempreendedores individuais, é um dos 11 escolhidos para participar do Cidades Empreendedoras no Estado. A equipe do Sebrae fez o alinhamento das temáticas da Lei Geral e definiu os próximos passos do Programa, além de aplicar o Diagnóstico para geração do Plano Municipal de Desenvolvimento.

O Comitê é formado por representantes das secretarias municipais e do Sebrae/RJ e vai trabalhar para engajar a gestão pública e lideranças locais, por meio de um game, para que sejam criadas e implementadas políticas públicas voltadas para o empreendedorismo e o desenvolvimento econômico.

“Fortalecer o pequeno e microempresário é uma das metas do governo. Facilitar a desburocratização dos serviços, dando suporte para o crescimento das empresas facilita o desenvolvimento econômico da cidade. Este apoio do Sebrae vem somar a isso”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

Durante a reunião, a analista de Políticas Públicas, Flávia Guedes, deu início ao Diagnóstico para Geração do Plano Municipal de Desenvolvimento, que é o pontapé inicial para o cumprimento das metas e inicia a pontuação da cidade na ferramenta. Esta primeira fase do programa será finalizada em dezembro e prevê a realização de reuniões mensais de acompanhamento, consultorias e levantamento de evidências.

O analista do Sebrae em Petrópolis, Bruno Souza, abriu a reunião, junto com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, representando o prefeito Bernardo Rossi. Fiorini afirmou que o prefeito abraçou a ideia do Programa e aceitou o desafio.

 “Agora depende de cada um de nós tornar este projeto uma realidade. Estamos totalmente comprometidos com as metas do programa”, ressaltouFiorini.

Eleito três vezes Prefeito Empreendedor pelo Sebrae, o ex-prefeito de Três Rios,Vinícius Farah falou sobre sua gestão e o sucesso que obteve ao investir no empreendedorismo local.“A receita do sucesso é simples. É tornar o empreendedorismo a mola mestra de transformação da cidade, implementando Políticas Públicas voltadas para o desenvolvimento econômico. TrêsRios apostou neste modelo de política pública oferecida pelo Sebrae e tivemos sucesso. Nossa parceria com o Sebrae resultou em aumento de negócios no segmento de micro e pequenas empresas e MEIs que criou um círculo virtuoso para a atração de grandes empreendimentos para a cidade.  O Sebrae tem as ferramentas, basta usá-las. E é o que este programa propõe para essas 11 cidades participantes”, afirmou.
Participaram do encontro ainda o procurador do município, Sebastião Medici; o secretário de Meio Ambiente, Fred Procópio; a secretária de Assistência Social, Denise Quintella; o secretário de Saúde, Silmar Fortes; o Controlador Geral, Fábio Alves e o coordenador de Esportes, Hingo Hammes, além de lideranças sindicais.

Os demais municípios que participam do Programa são: Angra dos Reis, Araruama, Campos, Duque de Caxias, Itaperuna,Niterói, Nova Iguaçu, Nova Friburgo, Volta Redonda e Três Rios. Segundo pesquisa do “Data Sebrae”, essas regiões totalizam cerca de 230 mil empresas registradas no Estado do Rio de Janeiro, ou seja, 22% da atividade empresarial fluminense.

O programa
O Cidades Empreendedoras é uma iniciativa inédita do Sebrae/RJ desenvolvida em 11 municípios do Estado do Rio de Janeiro que vai engajar a gestão pública e lideranças locais, através de um game, para que sejam criadas e implantadas políticas públicas voltadas para micro e pequenas empresas, melhorando assim o ambiente empresarial das regiões.  O Comitê Gestor, formado por secretários municipais de governo, fazenda, administração, planejamento, saúde, meio ambiente, educação, agentes de desenvolvimento, procuradoria, controle interno, além de lideranças empresariais, representantes do legislativo local e equipe do Sebrae/RJ, se reunirá mensalmente para deliberação e aprovação das ações a serem implantadas. Ao longo do ano, também serão realizadas quatro importantes reuniões com cada prefeito, para que essas ações sejam acompanhadas e ajustadas passo a passo.

Em formato de um game, o programa será uma disputa entre os municípios que estarão competindo em tempo real. Ao final do programa, cada um será classificado por seu desempenho. Todas as informações, painéis e relatórios estarão disponíveis em uma ferramenta virtual, aberta ao público para consulta.

As expectativas do “Programa Cidades Empreendedoras” são: inserir a temática da micro e pequena empresa no PPA (Plano Plurianual) de cada município participante, assegurando que os pequenos negócios façam parte da agenda de governo; apoiar o desenvolvimento de políticas públicas municipais para a diminuição do tempo para abertura de empresas; aumentar o percentual das compras governamentais com micro e pequenos fornecedores; apoiar os municípios no cumprimento do percentual exigido por lei de 30% da compra da merenda escolar feita pelo agricultor familiar regional; disseminar o intraempreendedorismo junto aos gestores e lideranças públicas municipais e apoiar a implementação e qualificação das salas do empreendedor nos municípios fluminenses
A primeira fase do programa será finalizada em dezembro, até lá, reuniões mensais serão feitas para acompanhamento, consultorias e levantamento de evidências

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente esta notícia

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI