ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

terça-feira, 1 de agosto de 2017

ALUNOS DA ESCOLA SESI PETRÓPOLIS PARTICIPAM DE OLIMPIADA BRASILEIRA DE ROBÓTICA

Alunos da Escola SESI Petrópolis iniciaram o segundo semestre com um gás extra. A equipe formada por Caio José Peterman Tesch, João Vitor Werneck e João Vitor Valença, alunos do 9º ano, venceu a etapa Regional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), no último sábado (29) e, agora vai concorrer a uma vaga para representar o Rio de Janeiro na mais importante competição de robótica do país.

 A vitória veio na categoria de Ensino Fundamental, onde o trio de Petrópolis alcançou 275 pontos, superando outros 15 concorrentes. Ao todo, 150 escolas de diversas regiões fluminenses disputaram o desafio. Agora, os 18 melhores se enfrentarão na etapa Estadual, em setembro. O vencedor representará o Rio de Janeiro na competição nacional, em Curitiba, em novembro.“A prova teve um nível muito alto de conhecimento, inclusive com escolas especializadas e que se dedicam somente a robótica, mas obtivemos um resultado muito surpreendente, principalmente, por ser nossa primeira participação”, destacou o professor e orientador da equipe, Robson Thomé.

 O primeiro lugar coloca ainda mais expectativa para o próximo desafio. Os jovens já analisam as mudanças que deverão ser feitas para também conquistar a medalha de ouro na segunda fase. “Temos muito a trabalhar. Vamos aumentar a quantidade de horas dedicadas a este desafio. Focar na programação e no nosso robô para atingir uma pontuação maior”, disse João Vitor Werneck.
 Na competição os robôs autônomos devem se movimentar dentro de um percurso sem o uso de controles. O aparelho que fizer o trajeto sem erros e executar os desafios propostos com eficiência vence. “Nossa meta é uma pontuação maior para termos chance de conquistar o primeiro lugar. Seria um orgulho representar o Rio de Janeiro”, disse João Vitor Valença.

 Além do treinamento intensivo dos estudantes, a simulação de um pista de testes na mesa de robótica, criada através de uma parceria com alunos do curso de marcenaria e design de móveis do SENAI, pode ter contribuído positivamente para o resultado. “Todas as equipes tiveram acesso ao trajeto do desafio antecipadamente e puderam trabalhar em cima dele, mas o fato de termos uma mesa de testes, que nos permite simular os trajetos oficiais, nos ajudou na hora da programação”, explicou Caio.

A Olimpíada Brasileira de Robótica tem por objetivo estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro. Os desafios promovem a integração entre os estudantes e apresenta novos horizontes focados nas ciências exatas e criatividade.

 A Olimpíada Brasileira de Robótica tem por objetivo estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro. Os desafios promovem a integração entre os estudantes e servem para apresentar novos horizontes e despertar o interesse dos jovens por temas como ciência e tecnologia por meio do estímulo à criatividade, dando espaço e valorizando a criação, a descoberta e o pensar de forma diferente.