ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

EMPRESAS DE TELEFONIA ESTÃO ENTRE AS MAIS RECLAMADAS EM PETRÓPOLIS

Quatro empresas de telefonia ocupam o Top 15 no ranking dos serviços mais reclamados entre em consumidores petropolitanos no Procon. Oi, Claro, Vivo e Tim ocupam o 1º, 2º, 9º e 15º lugar, respectivamente. Os problemas são relacionados à cobrança de serviços não contratados, bloqueio de linha com as contas do cliente em dia, multa emitida ao consumidor que mudou de endereço e não há disponibilidade da empresa naquela área, entre outras. Dessas empresas, o Procon já conseguiu firmar parceria com duas – Oi e Claro – apresentando efetividade de 93% na resolução desses problemas.
O órgão de defesa do consumidor firmou, em março, uma parceria com o Fórum, na Barão do Rio Branco, onde funciona o Expressinho da Oi. Lá, um profissional da própria prestadora recebe o consumidor encaminhado pelo Procon e tem autonomia para resolver as demandas dos clientes. Com a Claro, o acordo foi ainda maior e abrange, também, problemas com a operadora de TV a cabo, Net – pertencentes ao mesmo grupo. O Procon tem três linhas exclusivas para resolver problemas relacionados ao Claro Fixo e TV, Claro Móvel e Claro Net. Além disso, uma loja física de Petrópolis recebe os encaminhamentos do órgão.

“A utilização desses serviços é, muitas vezes, essencial ao consumidor, que utiliza a internet e o telefone para se comunicar com as pessoas e trabalhar. Por isso, as prestadoras devem garantir a manutenção adequada desses serviços e sua cobrança deve estar de acordo com a contratada pelo cliente. Os usuários não podem ser prejudicados pela ineficiência e muito menos ser cobrado por algo que não contratou ou por um serviço que não teve. Nossa intenção ao firmar as parcerias é dar resolução a esses problemas, garantido a continuidade do serviço e a melhor solução para o cidadão”, pontua o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

 Outros problemas relatados pelos consumidores ao buscar o órgão são referentes a falta de resposta das empresas, dificuldade para contatar as operadoras e contas divergente com a contratação. O órgão orienta que os usuários busquem o Procon para prestar a queixa e tentar resolver os problemas. Atualmente, o contato pode ser feito de três formas: pelos telefones 2246-8469 / 8470 / 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477; pelo WhatsApp Denúncia (24) 98857-5837 ou pelo serviço de mensagens do Facebook, pela página do Procon Petrópolis. O usuário também pode comparecer à sede do órgão localizada no número 33 da Rua Dr. Moreira da Fonseca, no Centro – ao lado da Câmara dos Vereadores.

PESQUISA POR MATÉRIAS