ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

OPERAÇÃO DE INVERNO SEGUE INTENSIFICADA NA CIDADE


O acolhimento às pessoas em situação de rua no período noturno está intensificado até o fim do inverno - 22 de setembro. A prefeitura mantém as abordagens diárias à população que queira pernoitar no Núcleo de Integração Social – NIS oferecendo além dos leitos para dormir, alimentação e roupas novas. A Secretaria de Assistência Social vem trabalhando junto a essas pessoas, a motivação para que elas passem o dia no Centro POP onde participam de atividades psicossociais e integrativas. A média de adesão é de 12 pessoas por dia em cada ação da Assistência. 
Além de disponibilizar três educadores sociais para as abordagens noturnas, no horário de 20h às 22h diariamente, a Assistência também está com uma linha direta para que a população ligue caso encontre morador em situação de rua. O telefone 2246-8741 funciona 24 horas.

  “A operação foi lançada no início de julho com baixa adesão, mas hoje essas pessoas já buscam o NIS por livre vontade. Apesar de mantermos uma média de 12 acolhimentos por dia, já ocorreu de recebermos 20. Nossa população em situação de rua é muito flutuante, atualmente temos 50 homens e 8 mulheres acolhidos, mas a nossa capacidade de atendimento é de 80 pessoas”, explica a secretária de Assistência Social, Denise Quintella.

 Empresários do município e representantes de diversas instituições, sensibilizados com a causa, vêm arrecadando agasalhos e cobertores para os assistidos do NIS e Centro Pop. Há ainda àqueles que estão levando refeições aos equipamentos da prefeitura.

 “Contamos com o apoio de empresários que estão arrecadando doações para os nossos assistidos. Nós conseguimos uma máquina de lavar de doação, então muitas peças de roupas nós estamos conseguindo reaproveitar, mas outras tantas são descartadas, então toda doação é bem-vinda. Na próxima semana um empresário oferecerá um café da manhã aos assistidos do Centro Pop e Nis. Os petropolitanos têm se mostrado bastantes solidários, o que contribui muito com o nosso trabalho”, considera a secretária de Assistência Social destacando que  “é um compromisso do atual governo manter a melhor assistência à essas pessoas”.