ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

CPTRANS MANTERÁ TESTES NO TRÂNSITO NA ENTRADA DO CARANGOLA

A CPTrans deu início nesta terça-feira (17.10) a alterações de trânsito para melhoria do fluxo de veículos na região da entrada do Carangola. As mudanças foram realizadas entre 17 e 19h. Foram testadas seis alterações durante este período, cada uma com duração de 15 minutos. A equipe da companhia continuará fazendo testagens e analisando os resultados para garantir melhorias de mobilidade da área. Também serão mantidas, para análises, as mudanças de itinerários das linhas 600 e 700 a partir das 16h.

Dentre as mudanças efetuadas na entrada do Carangola, a que mostrou melhor resultado preliminarmente foi a que impediu a descida dos usuários para o acesso à Estrada da Saudade, mudou o ponto de ônibus da entrada do Carangola para alguns metros à frente e determinou que os motoristas que seguem dos distritos entrem no trevo do Carangola contornando-o e seguindo para o Centro. Outras alterações ainda serão realizadas.

“Essa intervenção permitiu observarmos efetivamente o que acontece no trânsito nesse trecho. Mas os testes deverão ser mantidos para tentar corrigir e ver quais são as melhores alternativas para o trânsito da região durante o horário de pico. Não há garantias de que elas serão efetivas, mas diante de um cenário em que a CPTrans tenta se reerguer do enorme rombo nas contas deixadas pela antiga gestão, precisamos buscar mudanças pontuais e significativas para melhorar a mobilidade com os poucos recursos que temos”, explica o diretor-presidente da CPTrans, Maurinho Branco.

As mudanças das linhas 600 e 700 também seguirão. A partir das 16h a linha 600 que hoje passa pela Rua da Imperatriz, tem o itinerário alterado para a  Rua Ipiranga. Já a 700, que passa pela Ipiranga segue pela Imperatriz. A alteração visa diminuir os atrasos de coletivos e melhorar o trânsito no Centro em horários de pico, sem prejudicar os passageiros. A CPTrans segue monitorando o tempo de viagem de cada uma das linhas para poder fazer o cruzamento de dados e um comparativo entre o tempo de cada viagem.

Essas mudanças acontecem em caráter experimental e são parte de uma série de mudanças que deverão melhorar o fluxo de veículos em Petrópolis. O município conta atualmente com uma frota de mais de 150 mil veículos – cerca de 1,5 para cada 3 habitantes.

“Estamos trabalhando para encontrar alternativas para melhorar o trânsito nessas áreas. Esse serviço será continuado para ser analisado e conseguirmos apontar quais as melhores opções para o trânsito na área. Entendemos que às vezes o resultado pode não ser o esperado e por isso pedimos que a população tenha paciência nesse período de testes, mas sabemos que do jeito que está há muito engarrafamento e precisamos analisar qual a melhor medida para a área”, pontua o diretor técnico e operacional da CPTrans, Luciano Moreira.