ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

GM AMPLIA ESTRUTURA E EXPANDE SERVIÇOS EM 2017

Ao longo do ano, a Guarda Civil conseguiu melhorar a estrutura interna, com novas instalações e equipamentos em funcionamento, o que permitiu expandir os serviços prestados pelos agentes. Com mais bases implantadas, melhor divisão administrativa, carros consertados e ativação do canil, foi possível estar presente em mais espaços e, com isso, atender 256 ocorrências em menos de 10 meses, ultrapassar a marca de 1 mil visitas da Ronda Escolar e dar apoio a diversos eventos realizados no município – foram 278 ordens de serviços cumpridas, com patrulhamento preventivo e orientação de trânsito, por exemplo.

Para isso, uma das primeiras ações foi recuperar a frota disponível. A Guarda realizou manutenção corretiva e preventiva em 16 viaturas. Hoje, a corporação conta com uma frota maior que no início do ano, quando tinha apenas sete veículos, o que possibilitou levar os agentes para mais locais. Desde junho, por exemplo, a 2ª Inspetoria, que atende a região dos distritos, conta com uma moto e três carros, sendo um especialmente para a Ronda Escolar.

“Mesmo com as restrições de orçamento, a corporação tem usado de criatividade para poder chegar mais longe e atender mais gente. E é por isso que temos dado todo valor a ela. A população tem sido bem protegida pelos nossos guardas e é isso que nós queremos”, destaca o prefeito Bernardo Rossi.

Criada há 93 anos, a Guarda tem como função de proteger os bens, serviços e instalações da públicas do município. Mas além disso, tem ido além para cuidar dos petropolitanos de forma mais ampla. Por isso, a força de segurança expandiu o raio de ação. A corporação agora conta uma base na Praça da Liberdade, com o ônibus de videomonitoramento – colocado em operação em 2017 após mais de anos sem uso no município – na Praça da Inconfidência e com novas instalações no Parque Municipal de Itaipava. Além disso, tem feito rondas de patrulhamento preventivo em diversos locais de grande movimento e pontos turísticos, como a Rua Teresa, o entorno do Terminal do Centro, entre outros.

“Nós conseguimos implantar uma série de melhorias de infraestrutura interna da corporação e dar autonomia para a prestação dos serviços desenvolvidos pela Guarda com excelência”, afirma o secretário de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP), Djalma Januzzi.

Dessa forma, a Guarda já realizou apreensões de produtos piratas (principalmente no Centro Histórico e no Alto da Serra), conseguiu encontrar suspeitos de furtos e tráfico de drogas e encaminhar para a delegacia, atender vítimas de agressões e coibir o consumo de drogas por menores de 18 anos. A corporação também se fez presente em grandes eventos da cidade, como a Expo Petrópolis e a Bauernfest, e também em ações menores, em bairros – como evento de Dia das Crianças na Mosela, mais recentemente.



Ronda Escolar e Canil
A parceria com outros órgãos permite que o trabalho avance mais rápido. Logo no início do ano, a Secretaria de Educação determinou o conserto das viaturas que atendem a Ronda Escolar. Desde meados de fevereiro, já foram realizadas mais de 1 mil visitas a 116 colégios. Ao lado da Superintendência de Esporte e Lazer, o serviço foi realizado durante os jogos estudantis da cidade.

“Nós conseguimos um número expressivo graças aos parceiros que a Guarda tem encontrado neste ano. Com eles, também estamos dando sequência e fortalecendo o Proppaz, que já foi um sucesso bem grande no primeiro semestre e atende ainda mais alunos agora. Dessa forma, estamos cuidando das nossas escolas no presente e do futuro das nossas crianças e adolescentes”, diz o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni.

O Programa Promotores da Paz foi realizado em três escolas na primeira metade do ano e formou 262 alunos. Agora, são cerca 550 estudantes em seis colégios que vão aprender noções de cidadania, valorização da família, cultura da paz, educação para o trânsito, prevenção ao uso de drogas e motivação.

A Guarda também está recebendo ajuda de empresários para manutenção do canil, inaugurado há quase seis meses. Toda alimentação, medicamentos, atendimento veterinários, adestramento e treinamento dos guardas é doado por parceiros. E isso já dá resultados: os cães já ajudaram a encontrar mais de seis mil pinos de cocaína na cidade, contribuindo para o combate ao tráfico de drogas em Petrópolis.


Estrutura interna 

Além de novas base e melhorias de condições de trabalho, a Guarda também se reorganizou internamente, o que permitiu reativar a ouvidoria, que recebe reclamações e elogios sobre a atuação dos agentes. Caso seja necessário, a queixa sobre desvio de conduta é investigada pela corregedoria, que também foi retomada, e pode gerar punições. Isso não ocorreu até agora.

“A postura dos guardas na rua é exemplar e, por isso, desde maio, quando esses canais foram recolocados a disposição dos petropolitanos, não recebemos nem 10 reclamações, nenhuma procedente. Adotamos novas divisões, que facilitam a organização do trabalho e o atendimento à população”, explica o coordenador de segurança, Maurício Borges.

Hoje, a Guarda Civil tem sete novas seções administrativas: ensino (para promover capacitação e atualização frequente dos agentes); projetos e programas (elabora projetos para otimizar o serviço prestado e buscar recursos para serem investidos na segurança pública no município); pessoal (controle de frequência ao serviço e escala de trabalho); patrimônio e suprimentos (cuida dos materiais necessários para atuação dos agentes); estatísticas (acompanha os resultados do serviço prestado, o que auxilia a entender o que é preciso evoluir, tanto em termos de capacitação quanto de investimentos); e apoio administrativo (controle dos processos internos)