ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

COMAC DÁ DICAS DE PREVENÇÃO AO DESAPARECIMENTO DE CRIANÇAS

26º Batalhão da Polícia Militar e Empresários das Ruas Dezesseis de Março e Alencar Lima abraçam a ação: Identificar as crianças em eventos que reúnem muitas pessoas é o primeiro passo | Divulgação COMAC
Desde 2011 a COMAC de Petrópolis é parceria da FIA – Fundação para a Infância e Adolescência no programa SOS Crianças Desaparecidas, atuando nos casos de desaparecimento de crianças e adolescentes de Petrópolis e da Região Serrana. São  recorrentes os casos de crianças que se soltam das mãos dos responsáveis e ficam desaparecidas em grandes eventos. Em muitos casos, com a identificação através da pulseirinha, é possível localizar e devolvê-las aos seus responsáveis.

Este é o apelo que a COMAC de Petrópolis faz aos foliões que irão curtir o carnaval na cidade, participando dos Blocos de Embalo ou em outros municípios, como na Região dos Lagos, onde a aglomeração de pessoas é maior e a probabilidade de desaparecimento de crianças é grande. Este ano, a campanha ganhou dois importantes parceiros: a Polícia Militar, através do 26º BPM e os empresários das Ruas Dezesseis de Março e Alencar Lima. A COMAC está disponibilizando à PM  e ao 16 Folia pulseirinhas de identificação e folhetos informativos sobre a prevenção ao desaparecimento de crianças e adolescentes para que os organizadores dos Blocos de Embalos possam identificar os pequenos. O Carnaval da 16 Folia, que conta com uma programação organizada pelos empresários das Ruas Dezesseis de Março e Alencar Lima, receberá este material para que possa ser disponibilizado aos foliões. O ponto de retirada das pulseirinhas será a loja do Bob’s. “Nós, empresários da 16, abraçamos esta iniciativa da COMAC, pois entendemos que a prevenção é a melhor estratégia para evitar uma dolorosa perda”, disse Célia D’Azevedo, uma das empresárias organizadoras do 16 Folia.
Já a Polícia Militar realizará atividades preventivas ao desaparecimento de crianças e adolescentes, com a disponibilização das pulseirinhas na Posse, Pedro do Rio, Itaipava, Corrêas e Centro. Os Blocos de Embalo podem retirar as pulseiras no trailler da Polícia Militar localizado na Praça Dom Pedro. “Carnaval é um momento de festa, por isso é muito importante que os pais e responsáveis redobrem a atenção sobre suas crianças, pois pode acontecer da criança se afastar. Nós da Polícia Militar estaremos sempre colaborando para que isso não ocorra”, disse o Coronel Oderlei Santos Alves de Souza, comandante do 26º Batalhão da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.
“A identificação de crianças em grandes eventos é fundamental para a localização imediata das famílias, caso o menor se perca durante a folia. Basta pegar a pulseira, escrever o nome da criança e o telefone do responsável”, disse Fernanda Ferreira, presidente da COMAC. A instituição indica ainda que, aqueles que não tiverem a oportunidade de pegar a pulseirinha, podem escrever os dados num tecido e prender na fantasia ou na roupa da criança. O importante é não deixar a criança sem identificação, o que facilita em casos de desaparecimentos temporários.  
Em caso de desaparecimento de crianças ou adolescentes, o responsável deve procurar a Delegacia de Polícia mais próxima e fazer o Registro de Ocorrência imediatamente, o que é assegurado pela Lei Federal 11.259/2005. Também deve cadastrar fotos e outros dados sobre acriança no site do programa SOS Crianças Desaparecidas (www.soscriancasdesaparecidas.rj.gov.br) e também pelo WhatsApp da COMAC de Petrópolis (24) 98835-7470, que estará de plantão durante o Carnaval, para auxiliar as famílias nestes casos.