ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI

quinta-feira, 12 de abril de 2018

PRÊMIO MAESTRO GUERRA-PEIXE: CONHEÇA OS VENCEDORES

A cerimônia de entrega da 9ª edição Prêmio Maestro Guerra-Peixe de Cultura, realizada na noite desta terça-feira (10), no Theatro D. Pedro, foi marcada pela emoção dos vencedores. Agentes culturais de 11 categorias que cercam todos os principais segmentos artísticos e culturais de Petrópolis foram agraciados com a cobiçada estatueta em bronze – réplica de uma obra do artista Sérgio Cestari, pelo trabalho realizado em 2017. O prêmio presta, também, uma homenagem ao maestro, compositor e arranjador César Guerra-Peixe.

Com o teatro lotado, o ator Ariel Barbosa anunciou os grandes vencedores: Yuri Garrido (atuação 2017), na categoria Música Popular; Coral dos Canarinhos (Concerto 500 anos da reforma Protestante), em Música Erudita; Márcio Negócio (direção de (R)existir), em Teatro; DNA (Gala), em Dança; Paulo Mendes Faria e Vitor Lemos (Diálogos), em Artes Visuais; José Luiz de Mendonça Costa (Petrópolis na História), em Literatura; Petrópolis em Cena (Jornal), em Comunicação; Ricardo Braun (Zikomo Zambia), em Audiovisual; 3 cabeças produções, em Produção Cultural; e Dançar por Dançar, na Categoria Especial.
Uma das principais categorias, a Notório Reconhecimento, que presta homenagem ao agente cultural pelo conjunto da sua obra no decorrer dos anos, contemplou o escritor Gérson Valle, carioca, mas que mora há muitos anos em Petrópolis. Ele foi um dos mais emocionados em cima do palco. Após o discurso, que falou sobre a honra de receber o prêmio do município de Petrópolis, sobre sua atuação no cenário cultural da cidade, como membro da Academia Petropolitana de Letras, por exemplo, entre outros, disse ao final: “Vou ter que me desculpar porque acho que estou um pouco emocionado”.
O prêmio de Notório Reconhecimento foi entregue pelo diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo, que falou sobre a justa homenagem ao escritor, considerado um grande nome da cultura, e também sobre a felicidade de realizar, mais uma vez, o prêmio.
“Esse é um momento muito feliz, de estarmos novamente aqui, pelo segundo ano consecutivo. Já estive em várias outras edições enquanto artista, colega de trabalho, e hoje estou de passagem pelo poder público e espero que eu possa contribuir um pouco com isso. Parabenizo todos esses protagonistas da cultura petropolitana. Muito se falou hoje, durante o prêmio, sobre superação, resistência, anseios e desejos, e tenho certeza que Petrópolis só acontece desta forma por causa dos artistas petropolitanos”, destaca ele.
Outro momento emocionante da cerimônia foi a homenagem prestada aos agentes culturais que faleceram no ano passado, entre eles Luis Carlos Duvanel; Leda Nascimento; Padre Jac; Valdir Mariano; Roberto Francisco; Natajsha Kreisher; Glorinha Rattes; Luciano Braga; José Carlos de Araújo – (Puca); e Frei Alberto Beckhauser.
A solenidade também contou com apresentações do Coral Municipal de Petrópolis, da cantora Thainá Schuenquer e do coordenador do prêmio, Marco Aurêh. “Estamos caminhando para 10 anos de prêmio. Não é toda cidade que consegue manter um nível cultural tão alto, em quantidade e qualidade como Petrópolis. A gente tem que se orgulhar muito disso”, afirma Aurêh.


Lista dos vencedores:
Música Popular – Yuri Garrido (Atuação 2017)
Música Erudita – Coral dos Canarinhos (Concerto 500 anos da reforma Protestante)
Teatro – Márcio Negócio (direção de (R)existir)
Dança – DNA (Gala)
Artes Visuais – Paulo Mendes Faria e Vitor Lemos (Diálogos)
Literatura –José Luiz de Mendonça Costa (Petrópolis na História)
Comunicação – Petrópolis em Cena (Jornal)
Audiovisual – Ricardo Braun (Zikomo Zambia)
Produção Cultural – 3 cabeças produções
Categoria Especial– Dançar por dançar