| PESQUISA POR MATÉRIAS

sexta-feira, 11 de maio de 2018

INICIADA OBRA DE CONTENÇÃO EM ESCOLA INTERDITADA NA POSSE

A Escola Municipal Oswaldo Costa Frias, na Estrada do Juruá (comunidade Nossa Senhora de Fátima), está passando por obras para ser desinterditada, após a chuva que atingiu o distrito da Posse, em março. O local vai receber um muro de contenção de três metros de altura e 35 metros de comprimento, serviço com previsão de 60 dias

A Escola Oswaldo Costa Frias foi inaugurada em 2004 e atende 170 alunos do 4º ano da educação infantil ao 5º ano do ensino fundamental. O local conta com oito salas, biblioteca, laboratório de informática, refeitório e salas administrativas. No dia 8 de março, um deslizamento de terra acabou fazendo com que o imóvel fosse interditado. Desde então, os alunos estão temporariamente tendo aulas no Ciep Gabriela Mistral.
“A Secretaria de Educação teve que pedir autorização e o governo do Estado permitiu que os alunos compartilhassem o Ciep Gabriela Mistral. A autorização vai até dezembro, mas a obra vai permitir que os alunos voltem para a escola antes disso”, explicou a secretária interina de Educação, Samea Azara. Durante este trâmite, os alunos ficaram seis dias sem aulas, mas as reposições para não prejudicar o calendário escolar já estão sendo feitas aos sábados – neste sábado (12.05), será feita mais uma reposição.
A obra está sendo tocada pela Saga Engenharia com até sete homens e é mais uma para retomar a total normalidade do distrito.
“Primeiro está sendo feito o preparo para fundação, com limpeza e retirada de entulho. Esse é uma obra que será feita com bastante cuidado por causa das rachaduras no muro causadas pela chuva. Também serão colocados tirantes para fazer a contenção do muro, feito com blocos de concreto. Desde março, já foram feitas obras de captação de águas de chuva e houve reconstrução de outros muros pelo distrito”, contou o secretário de Obras, Ronaldo Medeiros.
A diretora da Oswaldo Costa Frias há três anos, Carla Ferreira da Silva Teixeira considera que o início da obra uma “vitória” para a escola.
“Para a gente, é uma vitória saber que a obra está sendo iniciada, realmente a gente agradece muito. Desde o início desse problema, estamos recebendo todo apoio da Secretaria de Educação e da prefeitura, que estão ajudando e explicando cada passo para que a obra fosse realizada”, falou.
O vice-prefeito Baninho e o vereador Jorge Relojão também acompanharam a obra.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI