| PESQUISA POR MATÉRIAS

segunda-feira, 21 de maio de 2018

AÇÃO POPULAR PROTOCOLADA POR YURI MOURA PEDE CASSAÇÃO DE PAULO IGOR E DUDU

Na última sexta-feira (18), a Câmara de Vereadores de Petrópolis informou que, por ordem da Justiça, vai voltar a pagar os salários de Paulo Igor (MDB) e Dudu (PATRIOTAS). No mesmo dia, o professor e gestor público, Yuri Moura, protocolou uma ação popular que pede a cassação dos vereadores.

O pedido veio através do Gabinete Popular, instrumento criado por Yuri, em conjunto com advogados, educadores, gestores e militantes petropolitanos, como organização de fiscalização permanente, denúncia, proposição e ação frente ao governo municipal e Câmara de Vereadores:
“Não tenho medo das retaliações, mentiras e ameaças dos que cometeram crimes e de seus cúmplices. Aguardamos a quebra de sigilo das denúncias, e após muito estudo neste processo jurídico e político, nosso Gabinete Popular não se calou.”, disse Yuri.
Caso a Câmara siga a legislação e o regimento interno da casa, a admissão do pedido de cassação será votado na próxima terça-feira, dia 22. A cassação está prevista em casos de utilização do mandato para a prática de corrupção, falta de dignidade com a coisa pública e atos de improbidade administrativa.
“É gritante as vantagens, a corrupção e as atividades ilícitas dos dois. Precisamos afastar da política todos que buscam enriquecimento ou benefícios pessoais. Petrópolis sofre demais por conta destes atos.”.
Dudu, ainda foragido, e Paulo Igor, preso no dia 12 de abril, são investigados por fraudes em licitação e peculato pelo Ministério Público (MP) na operação Caminho do Ouro. Os dois foram afastados pela Justiça dos cargos de vereador. Paulo Igor renunciou ao cargo de presidente da Câmara. Yuri já venceu na justiça ao afastar do cargo o ex-secretário de Educação, e ficha suja, Anderson Juliano.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI