quinta-feira, 21 de junho de 2018

PMP LANÇA PLANO INVERNO 2018 COM TREINAMENTO EM COMBATE ÀS QUEIMADAS E ARTICULAÇÃO DE ÓRGÃOS

Com mais de 80 horas de treinamento envolvendo órgãos de atendimento e resposta, 19 instituições diferentes nas reuniões setoriais de elaboração dos planos de contingência e cerca de 150 pessoas preparadas para a resposta imediata em casos de incêndios florestais, a prefeitura lançou nesta quarta-feira (20.06) o Plano Inverno 2018 de Petrópolis. A principal novidade apresentada para esse ano são as ações em conjunto da Defesa Civil com órgãos ambientais no mapeamento de áreas sensíveis às queimadas do município com o apoio de um drone, dentro do eixo operacional. Também foram exibidas as matrizes de atividades e responsabilidades que cada setor deve assumir em caso de uma grande ocorrência. 
O objetivo do plano é reduzir os casos de incêndios florestais na cidade e organizar o pronto atendimento à população. Além disso, permanecem as ações do eixo humanitário, com a campanha de recolhimento de agasalhos na Praça Dom Pedro.
Dados do 15° Grupamento de Bombeiro Militar (GBM) de Petrópolis comprovaram a eficácia da criação do primeiro plano de contingência de inverno do município no ano passado: foram registrados 116 casos de fogo em vegetação em 2017 contra 256 de 2016. Por conta elaboração do Plano Inverno, Petrópolis também recebeu o reconhecimento internacional da Organização das Nações Unidas (ONU) e ganhou nota máxima na avaliação do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Diante do cenário positivo, o prefeito Bernardo Rossi destacou a importância do trabalho preventivo e antecipado buscando reduzir os casos de queimadas na cidade.
“Desde o início da nossa gestão, trabalhamos de forma preventiva aos desastres de origem natural. Realizamos uma série de atividades no ano passado, com treinamentos em conjunto com órgãos ambientais e a criação de uma metodologia pioneira no país com relação as ameaças de inverno.  O reconhecimento nacional e internacional comprova que estamos no caminho certo em busca de uma cidade mais resiliente”, pontua o prefeito Bernardo Rossi.
A principal novidade do Plano Inverno 2018 de Petrópolis para esse ano é o auxílio da Defesa Civil aos órgãos ambientais no monitoramento de áreas sensíveis aos incêndios florestais com o apoio de um drone. O trabalho já foi realizado em Araras, Corrêas e Caxambu – todos locais vulneráveis as queimadas – e conta com o apoio dos órgãos ambientais responsáveis pela manutenção e proteção dos locais, como o Parque Nacional da Serra dos Órgãos (Parnaso) e da Reserva Biológica Estadual de Araras (Rebio-Araras).
“Com a adoção de medidas preventivas, podemos agir no estágio inicial dos incêndios florestais e, até mesmo, evitar que o desastre aconteça, protegendo a fauna, a flora e ainda a vida humana com o emprego de práticas antecipadas e planejadas. São ações integradas, proporcionadas pelo Plano Inverno, que fazem com que alcancemos nossos objetivos, como foi no ano passado”, explica o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.
Também como parte do Plano Inverno 2018 de Petrópolis, foi realizada uma operação preventiva aos incêndios florestais na manhã do dia 20 de junho em Secretário. A ação foi um pedido do Ministério Público Federal (MPF), com o objetivo de reduzir os casos de queimadas nas áreas mais vulneráveis da cidade, distribuindo notificações educativas, sem o teor de multa, alertando sobre os riscos e consequências das queimadas indiscriminadas. Participaram do trabalho de conscientização órgãos ambientais, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Guarda Civil Municipal, Secretaria de Meio Ambiente além da própria Defesa Civil. No próximo dia 28 a ação será realizada no Brejal.
“O trabalho antecipado contribui para a redução do número de casos de incêndios florestais”, garante Eduardo Antunes, gerente da Rebio-Araras, contando que os casos na reserva diminuíram em 50% ano passado, em comparação com 2016.
Além do trabalho operacional antecipado e de resposta, estão previstas ações em conjunto com a Secretaria de Assistência Social (SAS) dentro do eixo humanitário. A primeira delas foi uma campanha de doação de sangue, realizada no dia 5 de junho, em apoio ao banco que fica no Hospital Santa Teresa. Além disso, permanece a campanha de arrecadação de agasalhos e cobertores. Uma barraca está montada na Praça Dom Pedro e segue até o dia 6 de julho - mesma data em que acontece uma Festa Julina solidária na sede da Defesa Civil encerrando as doações.
“Além da barraca, a nossa sede também está recebendo material. Sabemos que durante o inverno o frio em Petrópolis é intenso e a nossa campanha busca contribuir com as pessoas que mais precisam. Contamos com o apoio dos petropolitanos para o sucesso em mais uma campanha”, disse o secretário de Defesa Civil.
 O Plano Inverno 2018 de Petrópolis é um trabalho realizado em conjunto com o Ministério Público Estadual e Federal, Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Exército, Aeronáutica, Cruz Vermelha, SAMU, órgãos ambientais, sociedade civil e todos os setores da prefeitura. Os planos de contingência e as matrizes de atividades e responsabilidades estão disponíveis no site da prefeitura.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI