| PESQUISA POR MATÉRIAS

sexta-feira, 17 de agosto de 2018

PETRÓPOLIS RECEBE CURSO INTERNACIONAL DE CÃES DE DETECÇÃO

Faltando pouco menos de um mês para o início do curso internacional sobre cães de detecção em Petrópolis, o coordenador do canil da Guarda Civil, Leandro Lopes, se reuniu com o 32º Batalhão de Infantaria Leve (BIL) para acertar os últimos detalhes das atividades. O local vai receber o curso e, por isso, o encontro serviu para definir pistas de treinamentos e outros pontos das aulas teóricas. As inscrições seguem abertas, com 18 participantes confirmados até agora. 
A Guarda Civil já tem 14 animais para atuar em detecção de armas e drogas e está preparando cães para atuar em escombros.
O curso será ministrado pelo alemão Andre Brendler, uma das maiores referências em cães de detecção. Ele é instrutor, por exemplo, doa animais a serviço dos exércitos da Alemanha e República Tcheca e atua em empresas que trabalham em segurança de jogos da Liga dos Campeões da Europa e de voos da empresa Luftansa. O curso, que acontece de 13 a 15 de setembro, vai falar tanto de detecção de drogas, armas e explosivos quando do trabalho de busca em escombros.
“É a primeira vez que ocorre um curso internacional na área de detecção em Petrópolis e a vinda do Andre Brendler é um sinal de prestígio do canil da Guarda. Estamos felizes de poder trazer um nome tão grande para a nossa cidade para tratar de um assunto que é importante dentro, que é a utilização do cão como ferramenta de segurança pública. Agora, entramos na reta final de preparação que esse curso tenha o mais alto nível”, diz Leandro Lopes. Ele e mais três guardas da cidade – Vinicius Silva (coordenador operacional do canil), Carlos Oscar de Carvalho e Marcelo Dias – são formados em cursos ministrados pelo alemão.
O curso é aberto tanto para forças de segurança pública quanto particulares e as inscrições e condições do curso estão no link: https://bit.ly/2JSwmrZ. Até agora, já foram preenchidas cerca de um terço das vagas disponíveis, com participação de condutores de cães do Espírito Santo e das cidades de Três Rios e Juiz de Fora. Além disso, o canil geral da Polícia Militar de São Paulo, a Força Área Brasileira (FAB) e interessados chilenos e argentinos já procuraram informações sobre o curso. O hotel Petrópolis Inn será parceira durante o curso para hospedar os participantes.
O curso será ministrado em inglês e terá tradução simultânea. Além da parte teórica, ele vai mostrar como deve ser feito o manejo dos cachorros em pistas reais para que ele possa mostrar as melhores técnicas de condução dos animais durante o trabalho de detecção. Os participantes poderão optar entre trazer os próprios cães para o treinamento, ou utilizar os animais do canil da guarda.
A corporação tem 14 cães, sendo dois para a detecção de drogas e armas, outros dois sendo preparados para esse trabalho e mais dois para a atuar em resgate em escombros – os demais são usados para segurança em eventos ou manifestações e cinoterapia.
“O canil tem uma importância grande para a cidade, sendo utilizada nos maiores eventos do calendário municipal e realizando um trabalho social muito bonito, mas sobretudo contribuindo efetivamente para a segurança da população, participando de operações em combate às drogas em conjunto com a PM e, em breve, iniciando um serviço que será fundamental para a cidade que é a detecção em escombros”, destaca o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

ANUNCIE AQUI

ANUNCIE AQUI